Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do Web of Science, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

The proteinase-rich proteome of Bothrops jararaca venom

Texto completo
Autor(es):
Serrano, Solange M. T. [1] ; Oliveira, Ana K. [1] ; Menezes, Milene C. [1] ; Zelanis, Andre [1, 2]
Número total de Autores: 4
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Inst Butantan, Lab Especial Toxinol Aplicada, Ctr Toxins Immune Response & Cell Signaling CeTIC, BR-05503000 Sao Paulo - Brazil
[2] Univ Fed Sao Paulo ICT UNIFESP, Inst Ciencia & Tecnol, Sao Jose Dos Campos - Brazil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo de Revisão
Fonte: Toxin Reviews; v. 33, n. 4, p. 169-184, DEC 2014.
Citações Web of Science: 8
Resumo

By catalyzing limited proteolysis or extensive degradation, proteolytic enzymes determine the fate of most proteins in an organism. In the evolutionary process of snake venoms, genes encoding proteinases were tailored to generate potent toxins to target key physiological proteins and thereby play a critical role in prey capture, immobilization and defense against predators. In Bothrops jararaca, metalloproteinases and serine proteinases are among the most abundant toxins both in newborn and adult venoms. In this review, we examine the proteinase-rich venom proteome of B. jararaca and how the proteinases act in a complex and heterogeneous fashion to exert their deleterious local and systemic effects. (AU)

Processo FAPESP: 13/07467-1 - CeTICS - Centro de Toxinas, Imuno-Resposta e Sinalização Celular
Beneficiário:Hugo Aguirre Armelin
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão - CEPIDs
Processo FAPESP: 10/17328-0 - Caracterização proteômica comparativa da agregação plaquetária induzida pela trombina e pela PA-BJ, uma serinoproteinase do veneno da Bothrops Jararaca
Beneficiário:Ana Karina de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado