Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Role of adipose tissue-derived stem cells in the progression of renal disease

Título (Português): Papel das células-tronco derivadas do tecido adiposo na progressão da doença renal
Texto completo
Autor(es):
Cassiano Donizetti-Oliveira ; Patricia Semedo ; Marina Burgos-Silva ; Marco Antonio Cenedeze ; Denise Maria Avancini Costa Malheiros ; Marlene Antônia dos Reis ; Alvaro Pacheco-Silva ; Niels Olsen Saraiva Câmara
Número total de Autores: 8
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Einstein (São Paulo); v. 9, n. 1, p. 36-45, Mar. 2011.
Resumo

ABSTRACTObjective:To analyze the role of adipose tissue-derived stem cells in reducing the progression of renal fibrosis.Methods:adipose tissue-derived stem cells were isolated from C57Bl/6 mice and characterized by cytometry and differentiation. Renal fibrosis was established after unilateral clamping of the renal pedicle for 1 hour. Four hours after reperfusion, 2.105 adipose tissue-derived stem cells were administered intraperitoneally and the animals were followed for 24 hours during 6 weeks. In another experimental group, 2.105adipose tissue-derived stem cells were administered only after 6 weeks of reperfusion, and they were euthanized and studied 4 weeks later. Twenty-four hours after reperfusion, the animals treated with adipose tissue-derived stem cells displayed reduced renal and tubular dysfunction and an increase of the regenerative process. Renal expression of IL-6 and TNF mRNA were decreased in the animals treated with adipose tissue-derived stem cells, while the levels of IL-4, IL-10, and HO-1 were increased, despite the fact that adipose tissue-derived stem cells were not observed in the kidneys via SRY analysis.Results:In 6 weeks, the kidneys of non-treated animals decreased in size, and the kidneys of the animals treated with adipose tissue-derived stem cells remained at normal size and display less deposition of type 1 collagen and FSP-1. The renal protection observed in animals treated with adipose tissue-derived stem cells was followed by a drop in serum levels of TNF-α, KC, RANTES, and IL-1a. Treatment with adipose tissue-derived stem cells after 6 weeks, when the animals already displayed established fibrosis, demonstrated an improvement in functional parameters and less fibrosis analyzed by Picrosirius stain, as well as a reduction of the expression of type 1 collagen and vimentin mRNA.Conclusion:Treatment with adipose tissue-derived stem cells may deter the progression of renal fibrosis by modulation of the early inflammatory response, likely via reduction of the epithelial-mesenchymal transition. (AU)

Resumo

RESUMOObjetivo:Analisar o papel das células-tronco derivadas do tecido adiposo na redução da progressão da fibrose renal.Métodos:células-tronco derivadas do tecido adiposo foram isoladas de camundongos C57Bl/6 e caracterizadas por citometria e diferenciação. Fibrose renal foi instaurada após clampeamento unilateral do pedículo renal por 1 hora. Após 4 horas de reperfusão, 2.105 células-tronco derivadas do tecido adiposo foram administradas por via intraperitoneal, e os animais foram acompanhados por 24 horas e 6 semanas. Em outro grupo de experimentos, 2.105 células-tronco derivadas do tecido adiposo foram administradas somente após 6 semanas de reperfusão, e os animais foram sacrificados e estudados 4 semanas mais tarde. Após 24 horas da reperfusão, animais tratados com células-tronco derivadas do tecido adiposo apresentaram reduzida disfunção renal e tubular, além de aumento do processo regenerativo. Expressão renal de RNAm de IL-6 e TNF foi diminuída nos animais tratados com células-tronco derivadas do tecido adiposo, enquanto IL-4, IL-10 e HO-1 foram aumentadas, apesar de células-tronco derivadas do tecido adiposo não serem observadas nos rins por meio da análise SRY.Resultados:Em 6 semanas, os rins dos animais não tratados diminuíram; no entanto, os rins dos animais tratados com células-tronco derivadas do tecido adiposo permaneceram com o tamanho normal e apresentaram menor deposição de colágeno tipo 1 e FSP-1. Proteção renal observada em animais tratados com células-tronco derivadas do tecido adiposo foi seguida por redução nos níveis séricos de TNF-α, KC, RANTES e IL-1a. O tratamento com células-tronco derivadas do tecido adiposo após 6 semanas, quando os animais já apresentavam fibrose instalada, demonstrou melhora em parâmetros funcionais e menos fibrose, analisada pela coloração de Picrosirius, e redução da expressão de RNAm de colágeno tipo I e vimentina.Conclusão:A terapia com células-tronco derivadas do tecido adiposo pode deter a progressão da fibrose renal, pela modulação da resposta inflamatória precoce, provavelmente por meio da redução da transição epitelial-mesenquimal. (AU)

Processo FAPESP: 07/07139-3 - Investigando o papel da heme-oxigenase 1 em diferentes processos inflamatórios renais em modelos animais
Beneficiário:Niels Olsen Saraiva Câmara
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo FAPESP: 09/13251-6 - Papel das células-tronco derivadas do tecido adiposo na progressão da doença renal
Beneficiário:Cassiano Donizetti de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado