Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Inflamação renal, alterações metabólicas e oxidativas após 6 semanas de dieta de cafeteria em ratos

Texto completo
Autor(es):
Maria Eugênia Lopes Navarro ; Klinsmann Carolo dos Santos ; André Ferreira do Nascimento ; Fabiane Valentini Francisqueti ; Igor Otávio Minatel ; Damiana Tortolero Pierine ; Renata Azevedo de Melo Luvizotto ; Ana Lúcia A. Ferreira ; Dijon Henrique Salomé de Campos ; Camila Renata Corrêa
Número total de Autores: 10
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: J. Bras. Nefrol.; v. 38, n. 1, p. 9-14, Mar. 2016.
Resumo

Resumo Introdução: A obesidade é uma doença em que a inflamação está inteiramente envolvida e pode causar insuficiência renal. Objetivo: Avaliar a influência da exposição a curto prazo de uma dieta de cafeteria sobre a inflamação no tecido renal e a formação de produtos de glicação avançada (AGEs) no plasma de rato. Métodos: Ratos Wistar machos (10 semanas de idade, pesando 350 g) foram designados para receber dieta de ração comercial (C; n = 8 animais/grupo, 5% de energia a partir de gordura) ou dieta de cafeteria (CAF-D, n = 8 animais/grupo: 29% de energia de gordura) e de sacarose em água (300 g/L) de beber durante 6 semanas. Resultados: Índice de adiposidade em seis semanas foi maior no grupo CAF-D em comparação com C. O mesmo comportamento foi observado para os níveis plasmáticos de glicose, triglicerídeos, leptina, insulina e AGEs. A expressão do gene de IL-6 e TNF-α em tecido renal foi maior no grupo D-CAF e nenhuma diferença significativa no tecido adiposo. Não houve aumento destas citocinas no plasma ou rim. Houve uma diminuição significativa de adiponectina no grupo CAF-D. Conclusão: A exposição a curto prazo da CAF-D reflete alterações no metabolismo, aumento dos níveis plasmáticos de AGEs, o que pode refletir o aumento expressão de citocinas inflamatórias no rim. (AU)

Processo FAPESP: 11/14132-0 - Papel do TLR-4 na resposta inflamatória e resistência insulínica no tecido adiposo em uma condição crônica de sobrecarga nutricional
Beneficiário:Camila Renata Corrêa
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular