Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Incidência cumulativa e distribuição espacial de cães expostos a Toxoplasma gondii

Texto completo
Autor(es):
Alisson Vinícius Gimenes Olbera [1] ; Felipe Fornazari [2] ; Selene Daniela Babboni ; Rodolfo Santos Rossi [4] ; Anaiá Paixão Sevá [5] ; Giulia Soares Latosinski [6] ; Mariana Aimee Ramos Xavier da Silva [7] ; Jose Rafael Modolo [8] ; Helio Langoni [9]
Número total de Autores: 9
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
[2] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
[4] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
[5] Universidade Estadual de Santa Cruz. Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas - Brasil
[6] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
[7] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
[8] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
[9] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Brasil
Número total de Afiliações: 9
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária; v. 29, n. 2, p. -, 2020.
Citações Web of Science: 1
Resumo

Resumo Toxoplasma gondii é um dos parasitas mais importantes mundialmente. Embora muitos estudos de soroprevalência tenham sido realizados em espécies domésticas e selvagens, dados sobre a incidência cumulativa e distribuição espacial de T. gondii em animais são extremamente escassos. No presente estudo, cães do município de Botucatu, estado de São Paulo, foram acompanhados por um ano, e suas amostras de sangue foram colhidas em três momentos: dias 1, 180 e 360. O soro foi submetido ao teste de imunofluorescência indireta (RIFI), para detectar anticorpos IgG para T. gondii. A idade e o sexo foram comparados com os resultados da RIFI por meio de testes estatísticos. Dos 350 cães soronegativos no dia, 1,53 se tornaram soropositivos nas amostragens subsequentes; portanto, a incidência cumulativa foi de 15,1% de cães expostos/ano. A idade e o sexo não tiveram associação com os resultados da sorologia. A análise espacial demonstrou que os cães soropositivos se distribuíram em todas as áreas compreendidas pelo estudo, com uma concentração significativa em uma região com condições sanitárias precárias e baixos níveis socioeconômicos. T. gondii é frequente e amplamente distribuído na área urbana de Botucatu, e regiões empobrecidas podem estar associadas a maiores níveis de contaminação ambiental por esse parasita. (AU)

Processo FAPESP: 16/17503-3 - Prevalência e incidência de cães infectados por Toxoplasma gondii na cidade de Botucatu, SP
Beneficiário:Alisson Vinícius Gimenes Olbera
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica