Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Desigualdades e subjetividade: construção da práxis no contexto da pandemia de covid-19 em território vulnerável

Texto completo
Autor(es):
Carlos Roberto de Castro-Silva [1] ; Aurea Ianni [2] ; Elaine Forte [3]
Número total de Autores: 3
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade Federal de São Paulo. Instituto Saúde e Sociedade. Departamento de Políticas Públicas e Saúde Coletiva - Brasil
[2] Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Política, Gestão e Saúde - Brasil
[3] Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Enfermagem - Brasil
Número total de Afiliações: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Saúde e Sociedade; v. 30, n. 2 2021-06-02.
Resumo

Resumo A questão da desigualdade social tem sido objeto de muitos estudos que buscam compreender como a dirimir na construção de sociedades mais justas. A pandemia de covid-19 acirrou situações de pobreza e violência vivenciadas pela população excluída de seus direitos. A complexidade da questão estudada exige a abertura de frentes de conhecimento interdisciplinares. Nesta perspectiva, os estudos sobre a afetividade no campo da psicologia sócio-histórica têm fortalecido o papel da subjetividade nos estudos sobre processos dialéticos de inclusão e exclusão social. O objetivo deste dossiê é buscar interpretações possíveis sobre a relação entre saúde e sociedade, visando construir subsídios para a implementação de políticas públicas. Desde 2012 têm sido desenvolvidos estudos, balizados principalmente na pesquisa participante, que consideram as práticas da atenção primária à saúde como desencadeadoras de temas associados ao processo saúde-doença-cuidado em território vulnerável de Cubatão. A hermenêutica de profundidade tem sido a principal referência de análise, que dialoga com o com a epistemologia qualitativa. Os artigos apresentados neste dossiê trazem ricas experiências e reflexões: cuidado em território de exclusão social e interseccional; participação social de lideranças comunitárias neste contexto; vivências da violência em território vulnerável. (AU)

Processo FAPESP: 16/23973-2 - Ética do cuidado e construção de direitos: acolhimento psicossocial em práticas da saúde da família em situações de exclusão social
Beneficiário:Carlos Roberto de Castro e Silva
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular