Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Efeito caotrópico do íon lítio na permeabilidade da cápsula polissacarídica da microalga Ankistrodesmus gracilis (Reinsch) Korsikov (Chlorophyceae)

Texto completo
Autor(es):
Nordi, Cristina Souza Freire ; Cavagliere, Thays Gabrielle Wenzel Ferreira ; Vieira, Armando Augusto Henriques [3] ; Nascimento, Otaciro Rangel
Número total de Autores: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Acta Botanica Brasilica; v. 20, n. 2, p. 449-454, 2006.
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Botânica
Assunto(s):Microalgas   Clorófitas   Chlorophyta   Cloreto de lítio
Resumo

O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito caotrópico do íon Li+ na cápsula polissacarídica da microalga colonial Ankistrodesmus gracilis. Esta microalga possui uma cápsula extensa e contínua que envolve completamente as células. Neste estudo, foram utilizados a técnica de Ressonância Paramagnética Eletrônica (RPE) e o marcador de spin - Tempo (2,2,6,6-tetrametilpiperidine-1-oxil), de natureza não reativa. A técnica de RPE é utilizada para monitorar o tempo de difusão dos marcadores de spin através da cápsula polissacarídica, parede e membrana celular, até o interior da célula, onde eles perdem suas propriedades paramagnéticas. O íon Li+ utilizado tem a propriedade de provocar a desorganização estrutural da cápsula e, em conseqüência, a modificação do tempo de difusão do marcador de spin. Observou-se que os tempos de decaimento do sinal paramagnético nas células tratadas com Li+ são sempre menores do que nas células não expostas ao Li+ e que os tempos de difusão diminuem com o aumento da concentração de LiCl . As fotomicrografias das algas mostram que a partir da concentração de LiCl 1,0 M, as cápsulas são totalmente retiradas, resultando em células que se aglutinam formando grumos. Também foi constatada a morte das células acima quando expostas a concentração de LiCl acima de 1,0 M. (AU)

Processo FAPESP: 99/07766-0 - Produção e destino dos polissacarídeos extracelulares de origem algal em um reservatório eutrofizado do rio Tietê (estudo de processo)
Beneficiário:Armando Augusto Henriques Vieira
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Temático