Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Visão de cores no primeiro ano de vida

Texto completo
Autor(es):
Dora Fix Ventura
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Psicologia USP; v. 18, n. 2, p. 83-97, Jun. 2007.
Resumo

Procedimentos comportamentais que permitem inferir capacidades sensoriais ou perceptuais em bebês e crianças baseiam-se, na sua maior parte, na descoberta seminal feita no fim da década de 1950 pelo psicólogo Robert Fantz. Desde o nascimento, há uma preferência do bebê por dirigir o olhar para estímulos complexos a fixá-lo em cenas monótonas. Baseado no novo conhecimento, o grupo liderado por Davida Teller na Universidade de Washington desenvolveu uma metodologia de avaliação psicofísica da visão em bebês, o que possibilitou grande avanço no estudo do desenvolvimento e da maturação de várias funções visuais básicas, como acuidade visual, visão de cores, visão de contrastes, estereopsia e visão de movimento. A presente revisão examina essa literatura, mostrando como é avaliada a visão em bebês e o que se conhece até o momento sobre a capacidade dos recém-nascidos de ver cores. (AU)

Processo FAPESP: 02/12733-8 - Perdas sensoriais causadas pela intoxicação mercurial: estudos psicofísicos e neurofisiológicos em pacientes e em modelos animais
Beneficiário:Dora Selma Fix Ventura
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Temático