Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do sistema nervoso simpático (SNS) na inflamação alérgica pulmonar em camundongos

Processo: 18/05307-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2018 - 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandre Salgado Basso
Beneficiário:Alexandre Salgado Basso
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema nervoso simpático  Noradrenalina 

Resumo

O conceito de que os sistemas neuro-endócrino e imune interagem ainda é relativamente novo e tem sido caracterizado na literatura nos últimos anos. Sabe-se que o sistema imune tem influência sobre o sistema neuro-endócrino e vice versa, porém ainda são necessários mais estudos acerca dos efeitos do sistema neuro-endócrino sobre as respostas imunes inata e adaptativa e dos seus mecanismos. O sistema nervoso simpático (SNS) é uma das importantes vias neurais de modulação do sistema imune, o que se dá pela liberação de catecolaminas como a adrenalina e a noradrenalina. A inervação simpática nos órgãos linfoides primários e secundários e a presença de células do sistema imune próximas às terminações nervosas sugerem a influência do SNS sobre processos importantes tais quais apresentação de antígenos, ativação e diferenciação de linfócitos T. É sabido também que células do sistema imune tais quais células dendríticas, linfócitos T e linfócitos B expressam receptores adrenérgicos, o que as habilita a responder a estímulos oriundos da atividade do SNS. Os trabalhos acerca da influência do SNS sobre doenças autoimunes como a encefalomielite autoimune experimental (EAE) demonstraram o potencial imunomodulador de neurotransmissores liberados pelo SNS sobre a resposta encefalitogênica, a qual é orquestrada sobretudo por células Th1 e Th17, porém menos se sabe sobre a influência da noradrenalina sobre outros tipos de respostas, como por exemplo a resposta alérgica, a qual é mediada por células Th2. O objetivo principal do nosso projeto é estudar o papel do SNS, e dos principais neurotransmissores liberados por ele, na modulação da inflamação alérgica pulmonar em camundongos. (AU)