Busca avançada
Ano de início
Entree

Patogenicidade de cepas de Escherichia coli que compartilham características das categorias enteroagregativa e uropatogênica

Resumo

Embora a Escherichia coli seja componente abundante da microbiota normal intestinal, algumas cepas adquiriram fatores de virulência que as tornaram patogênicas, podendo causar infecções intestinais ou extraintestinais. As cepas que causam infecções intestinais são denominadas diarreiogênicas (DEC), enquanto que as extraintestinais (ExPEC) causam comumente infecções do trato urinário (ITU) e são conhecidas como E. coli uropatogênicas (UPEC). Dentre as DEC, E. coli enteroagregativa (EAEC) é definida como o patótipo que adere a células epiteliais in vitro no padrão denominado agregativo (AA). Crianças e adultos que vivem em países em desenvolvimento, assim como turistas que visitam países em desenvolvimento são susceptíveis a infecções por EAEC, as quais podem resultar em infecção persistente. Surtos de diarreia causados por EAEC já foram descritos em países desenvolvidos. Recentemente, alguns relatos têm apontado a capacidade de EAEC em causar ITU em indivíduos imunocompetentes, isolando cepas de EAEC como patógeno único da urina de pacientes sintomáticos. Além disso, uma cepa de EAEC do sorotipo O78:H10 foi o agente de um surto de ITU na Dinamarca. Em um estudo prévio, nosso grupo mostrou que um subgrupo de cepas de EAEC fecais está inserido nos mesmos grupos filogenéticos de cepas de UPEC com marcadores de EAEC apresentando, correlação filogenética. Esses dados apontam para a possibilidade de que um subgrupo de cepas de EAEC apresentem potencial uropatogênico, tanto no curso de uma infecção diarreica, quanto em carreadores assintomáticos, característica bastante frequente na epidemiologia de EAEC. As ITU apresentam alta morbidade, tanto na comunidade como no ambiente hospitalar, resultando em altos custos econômicos para a saúde pública e diminuição da produtividade de trabalho. Tendo em vista esses fatos, buscaremos determinar as propriedades de virulência de cepas EAEC que possuem marcadores de ExPEC, identificando os fatores envolvidos na uropatogênese e as relações genéticas entre os grupos com sem marcadores de ExPEC. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MUNHOZ, DANIELLE D.; SANTOS, FERNANDA F.; MITSUNARI, THAIS; SCHUROFF, PAULO A.; ELIAS, WALDIR P.; CARVALHO, ENEAS; PIAZZA, ROXANE M. F. Hybrid Atypical Enteropathogenic and Extraintestinal Escherichia coli (aEPEC/ExPEC) BA1250 Strain: A Draft Genome. PATHOGENS, v. 10, n. 4 APR 2021. Citações Web of Science: 0.
MORAES, CLAUDIA T. P.; LONGO, JONATHAN; SILVA, LUDMILA B.; PIMENTA, DANIEL C.; CARVALHO, ENEAS; MORONE, MARIANA S. L. C.; DA ROS, NANCY; SERRANO, SOLANGE M. T.; SANTOS, ANA CAROLINA M.; PIAZZA, ROXANE M. F.; BARBOSA, ANGELA S.; ELIAS, WALDIR P. Surface Protein Dispersin of EnteroaggregativeEscherichia coliBinds Plasminogen That Is Converted Into Active Plasmin. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 11, JUN 18 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.