Busca avançada
Ano de início
Entree

Intermidialidade: os meios de produção artística em Samuel Beckett e na Teoria Crítica

Processo: 18/11590-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2019 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Pesquisador responsável:Lucianno Ferreira Gatti
Beneficiário:Lucianno Ferreira Gatti
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Arte contemporânea  Teoria crítica 

Resumo

O projeto de pesquisa tem por objeto as peças para televisão de Samuel Beckett, as quais serão estudadas como elementos organizadores do conjunto de sua produção tardia. O problema conceitual a ser desenvolvido na análise das obras é a intermidialidade, o que permitirá pensar tanto a especificidade dos meios técnicos de produção empregados por Beckett (prosa, teatro, rádio, televisão) quanto a ressonância de um meio em outro. Atento aos meios de produção, o projeto busca localizar tais obras em um debate de estética contemporânea marcado, de um lado, pelo progressivo apagamento das fronteiras entre os diversos meios e mídias na produção artística e, de outro lado, por esforços teóricos recentes oriundos da Teoria Critica que reconhecem o relativo declínio da autonomia dos meios artísticos, mas buscam, pelo recurso à experiência estética, preservar a noção de autonomia na compreensão da arte contemporânea. A investigação da intermidialidade própria à obra de Beckett e o debate em torno dos conceitos de autonomia da obra de arte e de meios de produção artística, respectivamente desenvolvidos por Theodor W. Adorno e Walter Benjamin, serão pensados como contribuições a esse debate. (AU)