Busca avançada
Ano de início
Entree

Intervenção com jogos, desenvolvimento infantil e qualidade de vida

Processo: 18/21367-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2019 - 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Maria Thereza Costa Coelho de Souza
Beneficiário:Maria Thereza Costa Coelho de Souza
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Ana Lucia Sicoli Petty ; Antonio de Pádua Serafim ; Camila Tarif Ferreira Folquitto ; Mariana Inés Garbarino ; Sara Del Prete Panciera
Assunto(s):Jogos  Aprendizagem  Qualidade de vida  Desenvolvimento  Intervenção 

Resumo

Esta pesquisa pretende investigar os possíveis efeitos de um programa de intervenção por meio de oficinas de jogos, em grupo, realizadas com estudantes do Ensino Fundamental I, durante um ano. Evidências da literatura apontam que crianças com dificuldades escolares, bem como com disfunções executivas, podem ter associados indicadores negativos para seu desenvolvimento psicológico, tais como: alto nível de estresse, dificuldades nas habilidades sociais e prejuízo nos índices de qualidade de vida. Sabe-se que a aprendizagem é um processo que se beneficia e também contribui para o desenvolvimento de estruturas e coordenações de ordem cognitiva e socioafetiva, tendo como base autorregulações e tomada de consciência. Neste programa, as atividades com jogos proporcionam às crianças experiências no sentido de favorecer estes mecanismos, tais como enfrentamento de situações-problema, resolução de desafios lógicos e de comunicação. Os possíveis efeitos das intervenções serão examinados por meio de instrumentos padronizados para avaliação das funções executivas, níveis de estresse, habilidades sociais, qualidade de vida, linguagem e raciocínio lógico matemático, aplicados antes e após do programa. Além disso, os procedimentos ao jogar e as atitudes adotados pelas crianças ao longo do período investigado serão analisados por meio de protocolos de observação criados para esta finalidade. Participarão da pesquisa 40 crianças com dificuldades escolares, subdivididas em quatro grupos de dez. Este estudo poderá apontar a contribuição da intervenção com jogos para o desenvolvimento e qualidade de vida na infância, gerando um efeito multiplicador para outros contextos. (AU)