Busca avançada
Ano de início
Entree

Genética e genômica aplicadas à identificação dos genes Zym-1 e Zym-2 de resistência do meloeiro a Zucchini yellow mosaic vírus

Processo: 19/13397-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Aranha Camargo
Beneficiário:Luis Eduardo Aranha Camargo
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Gabriel Rodrigues Alves Margarido ; Jorge Alberto Marques Rezende
Assunto(s):Genética  Mapeamento genético  Virose vegetal  Cucumis melo  Resistência genética 

Resumo

O controle do Zucchinni yellow mosaic virus (ZYMV) na cultura do melão se dá por meio do uso de variedades resistentes. O acesso PI414723 é a principal fonte de resistência utilizada em programas de melhoramento e sua resistência é controlada por um locus gênico de efeito fenotípico pronunciado e de herança dominante, denominado Zym-1, que está proximamente ligado ao marcador microssatélite CMAG36 situado no grupo de ligação II. A literatura indica ainda a possibilidade da existência de ao menos mais um locus de resistência neste acesso, denominado de Zym-2, com efeito fenotípico menos pronunciado e com possível interação epistática com alelos de Zym-1. Evidências geradas em nosso laboratório oriundas de análises efetuadas com mapas de ligação de baixa resolução indicam preliminarmente que Zym-2 provavelmente está localizado no grupo de ligação X. A disponibilização da sequência do genoma de melão trouxe a perspectiva de identificar a localização genômica destes dois loci bem como a de identificar os possíveis genes de resistência através da análise de seus contextos gênicos. Desta forma, este projeto objetiva alinhar as sequências dos cromossomos 2 e 10 com os grupos de ligação II e X respectivamente, e analisar a composição e a expressão de genes nos loci Zym-1 e Zym-2 na tentativa de identificar os genes de resistência ao vírus. No caso do segundo locus, no entanto, antes se fará necessária uma análise de ligação com um maior número de marcadores usando uma população F2 de 500 indivíduos oriunda do cruzamento entre `PI414273´ e a variedade suscetível `Védrantais`. Em complementação a estes objetivos, o projeto também caracterizará a natureza da resistência de `PI414273´ relativa à biologia do vírus. Para tanto, uma metodologia de quantificação do ZYMV por qPCR será desenvolvida e aplicada para determinar o efeito dos alelos de resistência nos dois loci sobre a replicação e translocação do vírus. (AU)