Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação de fármacos heterocíclicos com proteínas e membranas biológicas: estudos espectroscópicos

Processo: 96/00039-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 1996 - 31 de agosto de 2000
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Marcel Tabak
Beneficiário:Marcel Tabak
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):98/00694-0 - The ph-dependent metalloporphyrin contrast agent aggregation on biological structures: a possible mechanism, AR.EXT
97/13440-4 - Interaction of dipyridamole with anionic phospholipid vesicles fluorescence studies., AR.EXT
97/05654-4 - Correaction of stern-volmer fluorescence quenching constants at very low optical absorption of the quencher., AR.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):97/11983-0 - Mecanismo de acao de drogas apontadas como antioxidantes sobre peroxidacao lipidica em membranas biologicas., BP.PD
Assunto(s):Compostos heterocíclicos  Fármacos 

Resumo

O objetivo principal deste projeto é o esclarecimento dos mecanismos moleculares de interações de drogas nitrogenadas heterocíclicas com proteínas e membranas biológicas (modelos e naturais), o que é uma questão relevante tanto no que se refere a sua atividade terapêutica como a sua utilidade biomimética. Para alcançar este objetivo nos basearemos essencialmente no nosso conhecimento e experiências anteriores em aplicação de diversas técnicas espectroscópicas tais como fluorescência, absorção ótica, RMN, RPE e dicroísmo circular, ao estudo de sistemas biológicos bem como as propriedades de drogas e seus complexos. A classe de compostos nitrogenados heterocíclicos abrange várias drogas amplamente usadas em clínica e pertencentes a categorias terapêuticas diferentes: anestésicos locais, tranqüilizantes, vasodilatadores, antimaláricos, agentes antitumorais, porfirinas e metaloporfirinas. Os efeitos biológicos destas drogas implicam interações diferenciadas com os diferentes componentes dos tecidos. A interação de moléculas pequenas nas formas carregada e neutra com membranas e proteínas é sem dúvida um dos eventos mais importantes na interação das drogas com os tecidos biológicos a nível molecular. O entendimento dos mecanismos moleculares destas interações é importante tanto do ponto de vista teórico como prático no desenvolvimento de novas drogas e na seleção de drogas mais relevantes para os diversos planos de tratamento. A utilização de diversas técnicas espectroscópicas, cada uma com suas vantagens e limitações, possibilita a obtenção de novos dados sobre a localização das drogas no sistema biológico bem como os detalhes finos das interações. (AU)