Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção dè nanocelulose a partir dè macroalgas marinhas dò litoral alagoano via rota enzimática: obtenção, caracterização e viabilidade econômica

Processo: 19/25261-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Convênio/Acordo: CONFAP - Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa
Pesquisador responsável:Cristiane Sanchez Farinas
Beneficiário:Cristiane Sanchez Farinas
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados:Antonio José Gonçalves da Cruz ; Carlos Eduardo de Farias Silva ; Luiz Henrique Capparelli Mattoso ; Rosineide Gomes da Silva Cruz
Assunto(s):Bioprocessos  Bioprodutos  Enzimas  Macroalgas  Nanocelulose 

Resumo

Estudos direcionados a uma economia de baixo carbono, tendo como premissa a exploração sustentável de recursos renováveis para oferecer soluções concretas para os grandes desafios das áreas sociais, econômicas e ambientais se fazem cada vez mais necessários para o desenvolvimento e inovação de processos industriais na chamada bioeconomia do futuro. Considerando que a celulose é o carboidrato mais abundante na natureza, formado por domínios cristalinos e outros domínios amorfos, e sendo obtido principalmente através de matérias-primas lignocelulósicas, a sua aplicação na obtenção de novos biomateriais configura-se como a opção promissora para substituição dos recursos não-renováveis. Dentre esses biomateriais, a nanocelulose apresenta um grande potencial para vários tipos de aplicações, tais como, aditivos para compósitos, reforço de polímeros e papéis, emulsões entre outras. Nas últimas décadas, muitas matérias-primas diferentes têm sido utilizadas para obter a nanocelulose, como madeiras, resíduos agroindustriais, e mais recentemente, as algas marinhas. Desta forma, pretende-se investigar a utilização de macroalgas potenciais obtidas no litoral do Estado de Alagoas para produzir nanocelulose usando hidrólise enzimática combinada com tratamentos físicos. A nanocelulose obtida será comparada com dois produtos: a obtida a partir de macroalgas pelo método ácido convencional e a nanocelulose obtida de matéria-prima celulósica modelo como a polpa de eucalipto. Além disso, um estudo transversal de viabilidade econômica da produção de nanocelulose de macroalgas será realizado utilizando-se modelagem matemática do processo incluindo simulação numérica, análise do ciclo de vida e potencial econômico da nanocelulose obtida. (AU)