Busca avançada
Ano de início
Entree

Bochecho com carboidrato reduz os efeitos da fadiga mental sobre o desempenho em um teste incremental máximo, mas não sobre alterações corticais.

Processo: 20/10646-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Flávio de Oliveira Pires
Beneficiário:Flávio de Oliveira Pires
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neurociências 

Resumo

Os efeitos prejudiciais da fadiga mental sobre o desempenho físico têm sido demonstrados em testes de carga constante e contrarrelógio, mas permanecem pouco investigados em teste incremental máximo (TIM). A redução do desempenho físico causada pela fadiga mental está relacionada a um aumento da sensação de esforço, provavelmente devido à redução da atividade do córtex pré-frontal (CPF) e inibição do comportamento espontâneo. Curiosamente, poucos estudos investigaram se compostos de ação central podem mitigar esses efeitos. Por exemplo, o bochecho com carboidrato (CHO) potencializa o desempenho físico e reduz a sensação de esforço, provavelmente através de seus efeitos na ativação do PFC. No entanto, não se sabe se esse efeito centralmente mediado do bochecho com CHO pode atenuar a redução do desempenho físico induzida pela fadiga mental. Após um estudo de prova de princípio, mostrando a redução do desempenho físico pela fadiga mental, observamos que o bochecho com CHO atenuou tal redução no desempenho físico, apesar de não resultar em alterações no CPF. Quando comparados ao placebo, os ciclistas mentalmente fadigados melhoraram o desempenho físico em 2,24-2,33% quando realizaram o bochecho com CHO durante o TIM. Além disso, atividade do CPF e do córtex motor durante o TIM, foi maior quando os ciclistas realizaram bochecho com CHO ou placebo, em comparação condição de fadiga mental. Os resultados mostraram que o bochecho com CHO atenuou a redução de desempenho no TIM após a fadiga mental, mas os resultados desafiam o efeito do bochecho com CHO na ativação do CPF e do córtex motor. (AU)