Busca avançada
Ano de início
Entree

Screening virtual e avaliação in vitro e in vivo dos receptores nicotínicos como alvo terapêutico para SARS-CoV-2: enfoque na interação com a ECA2.

Resumo

O SARS-CoV-2 (Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2) é o vírus causador da COVID-19 (Coronavirus disease 2019), decretada como pandemia em março/2020, que na sua forma grave leva a morte devido a lesão pulmonar aguda (LPA), hipoxemia refratária e presença de microtrombos. A entrada do vírus na célula ocorre após a ligação da proteína Spike à ECA2 (enzima conversora de angiotensina 2). Não há vacinas e tratamento especifico até o momento, o número de mortos pela COVID-19 ainda é alto e uma segunda onda começa a ocorrer em diversos países. Os receptores nicotínicos da acetilcolina (nAChRs) surgem como um potencial alvo terapêutico. Nossa hipótese é que os nACRs podem participar não somente da capacidade de invasão viral, uma vez que ele pode ter relação com a expressão de ECA2, mas também com a modulação do processo inflamatório. O objetivo deste projeto é elucidar se os nAChRs podem estar envolvidos na COVID-19 e buscar fármacos já disponíveis com potencial modulatório nestes receptores. Será utilizado um modelo in vitro de infecção com SARS-CoV-2 em células do epitélio pulmonar (BEAS e A549) com e sem superexpressão de ECA2. In vivo, animais com deficiência colinérgica serão submetidos à instilação com LPS (pulmonar) ou a isquemia e reperfusão intestinal (extrapulmonar) para mimetizar a tempestade de citocinas e a LPA, e será avaliado o papel destes receptores e sua relação com a ECA2 no controle da resposta inflamatória. Paralelo a isso, por screening virtual, serão identificados fármacos com potencial de modulação destes receptores que poderão ser, posteriormente, testados nestes modelos. Espera-se elucidar se os nAChRs podem ser um alvo terapêutico para a COVID-19 e apontar fármacos já disponíveis e aprovados para imediata utilização. (AU)