Busca avançada
Ano de início
Entree

Patogênese e tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo

Processo: 99/12205-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 2000 - 28 de fevereiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Eurípedes Constantino Miguel Filho
Beneficiário:Eurípedes Constantino Miguel Filho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Geraldo Busatto Filho ; Homero Pinto Vallada Filho
Bolsa(s) vinculada(s):04/11462-6 - Características fenotípicas do TOC com idade de início precoce dos sintomas, BP.MS
04/14431-4 - Juízo crítico dos sintomas obsessivo-compulsivos em pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo com ou sem comorbidade com transtorno dismórfico corporal, BP.IC
03/07451-6 - Estudo genético familiar de crianças e adolescentes com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), BP.DR
03/04504-1 - Fatores de risco para o transtorno obsessivo-compulsivo: um estudo retrospectivo comparado a um grupo controle, BP.IC
Assunto(s):Transtornos de ansiedade  Transtorno obsessivo-compulsivo  Correlação genética e ambiental  Farmacogenética  Neurobiologia 

Resumo

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é um transtorno crônico, acomete 2 a 3% da população geral (Karno & Golding, 1991) e se manifesta independentemente de sexo, raça, inteligência, estado civil, nível sócio-econômico, religião e nacionalidade. Apesar do número crescente de trabalhos científicos, o TOC continua um enigma para a maioria dos pesquisadores. Sua etiopatogenia e questões sobre diversidade de sintomas e curso clínico continuam insolúveis. Na busca destas respostas, estudos clínicos, psicopatológicos, genéticos, neurofisiológicos, imunológicos, farmacológicos e de neuro imagem têm demonstrado, cada vez mais, que o TOC é um transtorno heterogêneo, englobando conjuntos de pacientes com características peculiares a cada subgrupo (Miguel et al., 1995). Esta diversidade tem levado à necessidade de identificar subtipos mais homogêneos de pacientes e de buscar fatores preditivos de resposta ao tratamento. Acredita-se que só assim será possível determinar fatores importantes na patogênese e desenvolver intervenções terapêuticas mais precisas, tanto do ponto de vista farmacológico quanto não farmacológico (COFFEY et al., 1994). Este projeto visa a estudar, de maneira integrada, o TOC, sob diversas abordagens: No módulo 1, pretendemos investigar a hereditariedade de TOC através do estudo de famílias em que dois ou mais membros são afetados. No módulo 2, um estudo genético epidemiológico, pretendemos investigar a presença de uma relação genética entre o TOC e alguns transtornos mais comumente a ele relacionados e a Febre Reumática, uma doença clínica que envolve urna infecção estreptocócica e, desde o século passado, vêm sendo associada ao TOC e à Síndrome de Tourette. No módulo 3, em estudo de farmacogenética, averiguaremos se há diferenças genéticas entre grupos respondedores ou não à clomipramina o tratamento preferencial do TOC até o momento. Este módulo utilizará os pacientes do módulo 6. No módulo 4, investigaremos a percentagem de expressão do DS/17 (um antígeno linfocitário encontrado em quase 100% dos pacientes com FR) em indivíduos normais, com TOC, TOC e FR e FR isoladamente (pacientes dos módulos 1, 2 e 6). No módulo 5, investigaremos o fluxo sanguíneo cerebral de pacientes com TOC e FR (pacientes do módulo 2) para verificar se existe alguma diferença entre padrões de fluxo em comparação com pacientes com TOC sem FR estudados anteriormente... (AU)

Publicações científicas (9)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MIGUITA, KAREN; CORDEIRO, QUIRINO; SHAVITT, ROSELI GEDANKE; MIGUEL, EURPEDES CONSTANTINO; VALLADA, HOMERO. Association study between genetic monoaminergic polymorphisms and OCD response to clomipramine treatment. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 69, n. 2B, p. 283-287, APR 2011. Citações Web of Science: 7.
SEIXAS‚ AA; HOUNIE‚ A.G.; FOSSALUZA‚ V.; CURI‚ M.; ALVARENGA‚ P.G.; DE MATHIS‚ M.A.; DE MATHIS‚ ME; VALLADA‚ H.; PAULS‚ D.; DE BRAGANÇA‚ P.C.A.; OTHERS. Anxiety disorders and rheumatic fever: is there an association?. CNS SPECTRUMS, v. 13, n. 12, p. 1039-46, 2008.
HOUNIE‚ A.G.; PAULS‚ D.L.; DO ROSARIO-CAMPOS‚ M.C.; MERCADANTE‚ M.T.; DINIZ‚ J.B.; DE MATHIS‚ M.A.; DE MATHIS‚ M.E.; CHACON‚ P.; SHAVITT‚ R.G.; CURI‚ M.; OTHERS. Obsessive-compulsive spectrum disorders and rheumatic fever: a family study. BIOLOGICAL PSYCHIATRY, v. 61, n. 3, p. 266-272, 2007.
CRIPPA‚ J.A.S.; ZUARDI‚ A.W.; BUSATTO‚ G.F.; SANCHES‚ R.F.; SANTOS‚ A.C.; ARAÚJO‚ D.; AMARO‚ E.; HALLAK‚ J.E.C.; NG‚ V.; MCGUIRE‚ P.K. Cavum septum pellucidum and adhesio interthalamica in schizophrenia: an MRI study. EUROPEAN PSYCHIATRY, v. 21, n. 5, p. 291-299, 2006.
VALENTE‚ A.A.; MIGUEL‚ E.C.; CASTRO‚ C.C.; AMARO‚ E.; DURAN‚ F.L.S.; BUCHPIGUEL‚ C.A.; CHITNIS‚ X.; MCGUIRE‚ P.K.; BUSATTO‚ G.F.; OTHERS. Regional gray matter abnormalities in obsessive-compulsive disorder: a voxel-based morphometry study. BIOLOGICAL PSYCHIATRY, v. 58, n. 6, p. 479-487, 2005.
ANTONIO CARLOS LOPES; MARIA EUGÊNIA DE MATHIS; MIGUEL MONTES CANTERAS; JOÃO VICTOR SALVAJOLI; JOSÉ ALBERTO DEL PORTO; EURÍPEDES CONSTANTINO MIGUEL. Atualização sobre o tratamento neurocirúrgico do transtorno obsessivo-compulsivo. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 26, n. 1, p. -, Mar. 2004.
J.A.S. CRIPPA; R. UCHIDA; G.F. BUSATTO; F.S. GUIMARÃES; C.M. DEL-BEN; A.W. ZUARDI; A.C. SANTOS; D. ARAÚJO; P.K. MCGUIRE; F.G. GRAEFF. The size and prevalence of the cavum septum pellucidum are normal in subjects with panic disorder. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 37, n. 3, p. 371-374, Mar. 2004.
ROSELI G SHAVITT; YGOR A FERRÃO; MARIA CLAUDIA BRAVO; CRISTINA BELOTTO; ADEMIR LOPES JUNIOR; EURÍPEDES C MIGUEL. Transtorno obsessivo-compulsivo resistente: conceito e estratégias de tratamento. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 23, p. -, Out. 2001.
MORSHED‚ S.A.; PARVEEN‚ S.; LECKMAN‚ J.F.; MERCADANTE‚ M.T.; BITTENCOURT KISS‚ M.H.; MIGUEL‚ E.C.; ARMAN‚ A.; YAZGAN‚ Y.; FUJII‚ T.; PAUL‚ S.; OTHERS. Antibodies against neural‚ nuclear‚ cytoskeletal‚ and streptococcal epitopes in children and adults with Tourette’s syndrome‚ Sydenham’s chorea‚ and autoimmune disorders. BIOLOGICAL PSYCHIATRY, v. 50, n. 8, p. 566-577, 2001.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.