Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação entre o sistema de secreção TAT e as glicanas periplasmáticas osmorreluladas (opgs)interagindo na patonenicidade da bactéria Xylella Fastidiosa

Processo: 06/57906-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Eliana Gertrudes de Macedo Lemos
Beneficiário:Eliana Gertrudes de Macedo Lemos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Virulência  Videiras  Xylella fastidiosa 

Resumo

Glicanas periplasmáticas osmorreguladas são importantes componentes do envelope celular das bactérias Gram-negativas. Seu papel biológico não foi totalmente esclarecido, mas tem se demonstrado uma função fundamental na organização geral do envelope celular e atuação na adaptação a alterações osmóticas do meio. A síntese das glicanas, em Xylella fastidiosa, é controlada por dois genes denominados ophH e opgD. Com estudos de expressão heterólogas desses genes pode-se comprovar a funcionalidade dos mesmos. No sistema de síntese das glicanas de Escherichia coli, como também em X. fastidiosa, a OpgD apresenta um peptídio sinal reconhecido pelo sistema de secreção Tat. Em estudos de patogenicidade, mutantes para síntese de glicanas, como também para sistema tat perdem a virulência. Desta forma, os objetivos deste projeto são: 1) analisar a viabilidade dos mutantes de X. fastidosaopgH em videira; 2) verificar se as OPGs estão envolvidas na interação patógeno/hospedeiro; 3) propor um sistema homólogo, para constatar a efetividade do sistema de transporte Tat sob a proteína OpgD e sua implicação na síntese das OPGs; 4) estudar, de uma maneira global, a influência do sistema transportador Tat na virulência; e 5) encontrar um substrato dependente de Tat em X. fastidiosa. (AU)