Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de protocolos sanitários em psitacídeos em cativeiro e análise de programas de relocação populacional

Processo: 11/50375-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Nilson Roberti Benites
Beneficiário:Nilson Roberti Benites
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças infecciosas em animais  Doenças das aves  Psittacidae  Papagaios  Conservação de espécies  Poxviridae  Paramyxovirus  Influenza aviária  Gammacoronavirus  Monitoramento epidemiológico  Análise de sequência de DNA  Reação em cadeia por polimerase (PCR)  Reintrodução de espécies na natureza 

Resumo

Uma das maiores biodiversidades do planeta encontra-se em território nacional sendo o Brasil o país com a maior quantidade em espécies de psitacídeos. Das 84 espécies endêmicas, 16 são classificadas como vulneráveis a criticamente ameaçadas. Uma parte integral da conservação de animais selvagens é a relocação de espécies, e para que esta seja bem sucedida os indivíduos devem estar livres de patógenos. A Instrução Normativa 179 (IN-179) determinou os procedimentos para animais silvestres confiscados realizando-se exames para se prevenir a introdução de agentes infecciosos no ambiente. O projeto tem por objetivos detectar a prevalência de amostras para diversos agentes infecciosos em psitacídeos participando de programas de relocação, através da técnica da Reação em cadeia pela Polimerase (PCR), assim como determinar as interações entre o estado portador e a eliminação dos agentes através de amostragens seriadas. Pretende-se sequenciar as amostras positivas de modo a determinar a similaridade com amostras já descritas em literatura, e poder inferir uma provável origem em comum, assim como o potencial zoonótico. Se utilizará de swabs cloacais coletados no mínimo em três períodos distintos do processo de reabilitação, realizando-se cultura bacteriana e identificação bioquímica, extraindo-se o material genético e pesquisando-se genes de fatores de virulência para Escherichia coli Enteropatogênica e Salmonella spp através da técnica da PCR. Se realizará coleta em swabs adicionais para extração de material genético e realização da PCR para Poxvirus aviário, e RT-PCR para Paramixovírus tipo 1, Influenza tipo A, e Coronavírus. As amostras positivas serão submetidas a sequenciamento de DNA, sendo os fragmentos utilizados para a construção de árvores filogenéticas de modo a determinar a correlação com o material previamente descrito em literatura. Irão discutir-se estes resultados e sua importância para projetos de relocação de psitacídeos no meio selvagem e a viabilidade de protocolos sanitários atualmente utilizados pela legislação brasileira. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SAIDENBERG, ANDRE B. S.; KNOBL, TEREZINHA; MELVILLE, PRISCILLA A.; ZUNIGA, EVELINE; SALABERRY, SANDRA R. S.; BENITES, NILSON R.; BRANDAO, PAULO E. An Atypical Enteropathogenic Escherichia coli Isolate with Possible Human and Domestic Animal Origin from a Free-Living Lear's Macaw (Anodorhynchus leari). JOURNAL OF WILDLIFE DISEASES, v. 53, n. 2, p. 396-398, APR 2017. Citações Web of Science: 0.
SAIDENBERG, ANDRE B. S.; ZUNIGA, EVELINE; MELVILLE, PRISCILLA A.; SALABERRY, SANDRA; BENITES, NILSON R. HEALTH-SCREENING PROTOCOLS FOR VINACEOUS AMAZONS (AMAZONA VINACEA) IN A REINTRODUCTION PROJECT. Journal of Zoo and Wildlife Medicine, v. 46, n. 4, p. 704-712, DEC 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.