Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de protocolos sanitários em psitacídeos em cativeiro e análise de programas de relocação populacional

Resumo

Uma das maiores biodiversidades do planeta encontra-se em território nacional sendo o Brasil o país com a maior quantidade em espécies de psitacídeos. Das 84 espécies endêmicas, 16 são classificadas como vulneráveis a criticamente ameaçadas. Uma parte integral da conservação de animais selvagens é a relocação de espécies, e para que esta seja bem sucedida os indivíduos devem estar livres de patógenos. A Instrução Normativa 179 (IN-179) determinou os procedimentos para animais silvestres confiscados realizando-se exames para se prevenir a introdução de agentes infecciosos no ambiente. O projeto tem por objetivos detectar a prevalência de amostras para diversos agentes infecciosos em psitacídeos participando de programas de relocação, através da técnica da Reação em cadeia pela Polimerase (PCR), assim como determinar as interações entre o estado portador e a eliminação dos agentes através de amostragens seriadas. Pretende-se sequenciar as amostras positivas de modo a determinar a similaridade com amostras já descritas em literatura, e poder inferir uma provável origem em comum, assim como o potencial zoonótico. Se utilizará de swabs cloacais coletados no mínimo em três períodos distintos do processo de reabilitação, realizando-se cultura bacteriana e identificação bioquímica, extraindo-se o material genético e pesquisando-se genes de fatores de virulência para Escherichia coli Enteropatogênica e Salmonella spp através da técnica da PCR. Se realizará coleta em swabs adicionais para extração de material genético e realização da PCR para Poxvirus aviário, e RT-PCR para Paramixovírus tipo 1, Influenza tipo A, e Coronavírus. As amostras positivas serão submetidas a sequenciamento de DNA, sendo os fragmentos utilizados para a construção de árvores filogenéticas de modo a determinar a correlação com o material previamente descrito em literatura. Irão discutir-se estes resultados e sua importância para projetos de relocação de psitacídeos no meio selvagem e a viabilidade de protocolos sanitários atualmente utilizados pela legislação brasileira. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SAIDENBERG, ANDRE B. S.; ZUNIGA, EVELINE; MELVILLE, PRISCILLA A.; SALABERRY, SANDRA; BENITES, NILSON R.. HEALTH-SCREENING PROTOCOLS FOR VINACEOUS AMAZONS (AMAZONA VINACEA) IN A REINTRODUCTION PROJECT. Journal of Zoo and Wildlife Medicine, v. 46, n. 4, p. 704-712, . (10/51015-0, 11/50375-5)
SAIDENBERG, ANDRE B. S.; KNOBL, TEREZINHA; MELVILLE, PRISCILLA A.; ZUNIGA, EVELINE; SALABERRY, SANDRA R. S.; BENITES, NILSON R.; BRANDAO, PAULO E.. An Atypical Enteropathogenic Escherichia coli Isolate with Possible Human and Domestic Animal Origin from a Free-Living Lear's Macaw (Anodorhynchus leari). JOURNAL OF WILDLIFE DISEASES, v. 53, n. 2, p. 396-398, . (11/50375-5, 10/51015-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.