Busca avançada
Ano de início
Entree

Bloqueio androgênico no câncer de próstata como causa de síndrome metabólica e fator de risco para doença arterial coronária

Processo: 11/07620-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Carlos Vicente Serrano Junior
Beneficiário:Carlos Vicente Serrano Junior
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Cesar da Camara Segre ; Fernando Vissoci Reiche
Assunto(s):Cardiologia 

Resumo

O adenocarcinoma de próstata, excluindo-se as neoplasias de pele, apresenta a maior incidência entre todas as neoplasias diagnosticadas no sexo masculino. Há um progressivo aumento nas taxas de incidência no Brasil, parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos, melhoria nos sistemas de informação e aumento na expectativa de vida. Aproximadamente 86% dos diagnósticos são realizados quando a doença ainda se encontra localizada e a sobrevida livre de doença é de cerca de 98,8%. O bloqueio androgênico é uma modalidade de tratamento utilizada desde 1941 e as suas indicações no tratamento do câncer de próstata foram ampliadas nos últimos anos. Porém, a deprivação hormonal pode provocar alterações da composição corporal, de insulinemia e glicemia, dislipidemia, hipertensão arterial e síndrome metabólica, todos fatores de risco para doença arterial coronária. Objetivos: Avaliar o bloqueio androgênico no câncer de próstata como causa de síndrome metabólica e fator de risco para doença arterial coronariana, além de determinar o perfil de marcadores inflamatórios, endoteliais e trombóticos para doença cardiovascular aterosclerótica em pacientes com câncer de próstata, com indicação clínica de deprivação hormonal por meio de medicamentos ou procedimento cirúrgico. Materiais e Métodos: Estudo de coorte prospectivo com pacientes com câncer de próstata acompanhados na divisão de Urologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e indicação de bloqueio androgênico como forma de tratamento da neoplasia. Resultados esperados: Avaliar qual subgrupo de pacientes com câncer de próstata apresenta as maiores alterações metabólicas, e portanto, maior beneficio de estratégias preventivas com relação à doença cardiovascular. (AU)