Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de linalol a partir de óleo essencial de manjericão: uma alternativa ecologicamente sustentável para substituir o linalol do pau-rosa, uma espécie amazônica em risco

Processo: 02/13051-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2004 - 30 de abril de 2007
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Nilson Borlina Maia
Beneficiário:Nilson Borlina Maia
Empresa:Linax Indústria e Comércio de Óleos Essenciais Ltda
Município: Votuporanga
Auxílios(s) vinculado(s):11/51146-0 - Produção de linalol a partir do óleo essencial de manjericão: uma alternativa ecologicamente sustentável para substituir o linalol do Pau-rosa, uma espécie amazônica em risco. Expansão de produtos, AP.PIPE3
11/52008-0 - Produção de linalol a partir do óleo essencial de manjericão: uma alternativa ecologicamente sustentável para substituir o linalol do Pau-rosa, uma espécie amazônica em risco. Expansão de produtos, AP.PIPE3
Bolsa(s) vinculada(s):05/50938-9 - Produção de linalol a partir do óleo essencial de manjericão: uma alternativa ecologicamente sustentável para substituir o linalol do Pau-rosa, uma espécie amazônica em risco, BP.TT
04/03440-2 - Produção de linalol a partir do óleo essencial de manjericão, uma alternativa ecologicamente sustentável para substituir o linalol do pau-rosa, uma espécie amazônica em risco, BP.TT
Assunto(s):Óleos essenciais  Agricultura familiar  Plantas aromáticas  Manjericão 

Resumo

Este projeto pretende transformar em produção os resultados de pesquisa desenvolvida no Instituto Agronômico, que mostrou a potencialidade de exploração econômica do linalol obtido a partir do óleo essencial de manjericão. O desenvolvimento desse novo sistema de produção é duplamente vantajoso. Primeiramente, porque pode livrar da extinção a árvore pau-rosa, da qual tradicionalmente se extrai o linalol natural. Em segundo lugar, por oferecer possibilidades concretas de ganho à agricultura familiar da região de Votuporanga (SP), criando um novo segmento no agronegócio: a exploração de óleos essenciais. Enquanto a árvore necessita de mais de três décadas para ter seu fuste cortado e o óleo lá contido extraído, o que exige a eliminação da planta, as folhas da erva podem ser destiladas e produzir óleo essencial três a quatro meses após o plantio, com possibilidade de até três colheitas anuais. O projeto de pesquisa concluído na primeira etapa deixou clara a viabilidade da exploração econômica do linalol a partir do manjericão, reunindo subsídios suficientes para implantar a industrialização do produto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.