Busca avançada
Ano de início
Entree

Beak of the snake: evolutionary causes and biomedical implications of venom variation in Brazilian lance-headed vipers (Bothrops sp.)

Resumo

As proteínas de veneno produzidas por serpentes da família Viperidae estão entre os tipos mais amplamente estudados de toxinas animais. Uma colaboração recém-iniciada (2012) entre pesquisadores do Estado de Ohio (Gibbs) e do Instituto Butantan, em São Paulo (Dr. Junqueira) tem como objetivo a utilização de novas abordagens de genômica para identificar as causas evolutivas da variação na composição do veneno de serpentes do gênero Bothrops e aplicar esses conhecimentos de ciência básica para direcionar o desenvolvimento de terapias baseadas em soros mais eficazes. Esta proposta apresenta uma série de atividades de intercâmbio entre a OSU e o Butantan para consolidar esta colaboração com metas de curto e longo prazo. As metas de curto prazo incluem: a combinação de expertises em métodos genômicos específicos para gerar sistemas de captura de DNA para o estudar a variação de genes de venenos em populações naturais de serpentes, um curso de curta duração sobre a geração e análise de marcadores de DNA RADtag a ser ministrado pelo pessoal da OSU pessoal no I. Butantan, a transferência de informação através de seminários e da participação de todos os envolvidos em um congresso internacional no Brasil e a visita do Dr. Junqueira a potenciais colaboradores nos EUA. Estas metas ajudarão a desenvolver um programa amplo de pesquisa sobre a base genômica e proteômica da variação do veneno em espécies de Bothrops e quais consequências funcionais e biomédicas decorrem desta variação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)