Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do bloqueio crônico do receptor da endotelina-1 nos principais fatores de progressão da injúria renal crônica (IRC), diabetes e hipertensão, em modelo experimental in vivo e in vitro

Resumo

O Diabetes Mellitus (DM) e a hipertensão são as principais causas da doença renal crônica. A nefropatia diabética, decorrente da hiperglicemia crônica, afeta cerca de 40% dos pacientes diabéticos, e é a principal causa de morbidade e mortalidade entre eles. A hipertensão é o outro importante fator de risco para doença renal crônica, pois altera a microcirculação renal, assim como o metabolismo. O dano renal progressivo decorrente da esclerose glomerular, dano túbulo-intersticial e proteinúria levam ao desenvolvimento da doença renal de estágio final. O dano decorrente da hiperglicemia crônica, bem como da hipertensão, é causado parcialmente pela produção de espécies reativas de oxigênio. Assim diferentes agentes antioxidantes têm sido testados. A endotelina-1 tem ações inflamatórias, proliferativas e fibróticas no rim e é produzida em praticamente todas as células renais. Vários estímulos aumentam a sua produção. O bloqueio do receptor da endotelina-1 tem ação anti-inflamatória e antifibrótica, em parte inibindo a produção de espécies reativas de oxigênio. O objetivo deste projeto é analisar o efeito do Macitentan, um novo antagonista inespecífico dos receptores da endotelina-1, em modelos experimentais in vivo de diabetes tipo I e hipertensão, bem como em células mesangiais em cultura expostas a altas concentrações de glicose, célula intimamente envolvida na produção de matriz durante a exposição crônica a glicose. (AU)