Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolismo lipídico em pacientes com hipotireoidismo

Processo: 13/24197-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2014 - 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Lenine Garcia Brandão
Beneficiário:Lenine Garcia Brandão
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Gilbert Alexandre Sigal ; Marco Aurelio Vamondes Kulcsar ; Raul Cavalcante Maranhao
Assunto(s):Endocrinologia  Hipotireoidismo  Hipertireoidismo  Metabolismo dos lipídeos  Triglicerídeos  LDL-Colesterol  Nanoemulsão 

Resumo

A disfunção tireoideana altera enzimas, receptores e outras proteínas que intervém no metabolismo plasmático dos lípides. A hipercolesterolemia do hipotireoidismo é a alteração mais conhecida na disfunção tireoideana, mas o metabolismo dos quilomícrons,VLDL e HDL também são afetados. Emulsões lipídicas produzidas artificialmente e que imitam a composição das lipoproteínas podem ser utilizadas para avaliar in vitro e in vivo os diversos sistemas de transporte de lípides na circulação. A determinação da cinética plasmática das emulsões lipídicas artificiais apresenta grande praticidade operacional e possibilita detectar alterações no metabolismo das lipoproteínas ricas em triglicérides, as VLDL e os quilomícrons, e as LDL. Emulsões são utilizadas para avaliar in vitro os processos de transferência lipídica envolvendo as HDL e que tem grande importância para a função desta lipoproteína anti-aterogênica. Em estudo recente, verificou-se que, embora o perfil lipídico plasmático estivesse normal as transferências lipídicas estavam alteradas no hipotireoidismo sub-clínico. O tratamento do câncer da tireoide oferece um modelo para estudar as influências do hormônio tireoideano sobre o metabolismo lipídico.Realizada a tireoidectomia total,os pacientes permanecem em hipotireoidismo clínico por cerca de 6 semanas após a cirurgia para serem submetidos à pesquisa de metástases. Após este período,os pacientes são mantidos em hipertireoidismo sub-clínico pela administração de dose suprafisiológica de hormônio tireoideano. O objetivo é avaliar nesses pacientes os efeitos do hipotireoidismo e do hipertireoidismo sub-clínico sobre o metabolismo das lipoproteínas ricas em triglicérides e das LDL e sobre as transferências de lípides. Com esta finalidade, serão determinados nos pacientes, após 6 semanas, em hipotireoidismo e novamente em hipertireoidismo sub-clínico, o perfil lipídico e de apolipoproteínas plasmáticas e as cinéticas do quilomícron artificial, da emulsão rica em colesterol. As transferências para a HDL serão avaliadas em ensaio in vitro, utilizando emulsões artificiais como doadoras de lípides marcados com isótopos radioativos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SIGAL, GILBERT A.; TAVONI, THAUANY M.; SILVA, BRUNA M. O.; KHALIL-FILHO, ROBERTO; BRANDAO, LENINE G.; BARACAT, EDMUND C.; MARANHAO, RAUL C. Subclinical Hyperthyroidism: Status of the Cholesterol Transfers to HDL and Other Parameters Related to Lipoprotein Metabolism in Patients Submitted to Thyroidectomy for Thyroid Cancer. FRONTIERS IN ENDOCRINOLOGY, v. 11, APR 2 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.