Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção inesperada de DNA de Plasmodium vivax e P. falciparum em doadores de sangue: fato ou artefato?

Processo: 14/17828-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:José Eduardo Levi
Beneficiário:José Eduardo Levi
Instituição-sede: Hemocentro de São Paulo. Fundação Pró-Sangue. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Malária  Reação em cadeia por polimerase (PCR) 

Resumo

Um estudo buscando DNA de Plasmodium vivax e falciparum em doadores de sangue de uma área não-endêmica para malária no Brasil relatou uma taxa de 7.41% de positividade. Este número é pelo menos 3 vezes mais alto que o encontrado em doadores de sangue na Amazônia, área endêmica que concentra > 99% dos casos de malária no Brasil. No referido estudo, a maioria dos doadores estava supostamente infectado por P. falciparum, um achado raro entre humanos e anofelinos na mata Atlântica. Estes achados devem ser avaliados com cautela já que estão em desacordo com vários estudos publicados e possivelmente superestima o risco de transmissão transfusional de malária na cidade de São Paulo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.