Busca avançada
Ano de início
Entree

As células c-kit positivas são células-tronco específicas do rim e apresentam capacidade regenerativa

Processo: 13/19560-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Érika Bevilaqua Rangel
Beneficiário:Érika Bevilaqua Rangel
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Joshua M Hare ; Samirah Abreu Gomes
Assunto(s):Nefrologia  Terapia baseada em transplante de células e tecidos  Células-tronco  Proteínas proto-oncogênicas c-kit  Regeneração (fenômenos biológicos)  Rim 

Resumo

A doença renal crônica (DRC) é um problema universal de saúde pública que afeta milhares de pessoas de todas as idades, sexo, raças e etnias. A DRC é incurável e requer tratamento substitutivo da função renal, incluindo diálise ou transplante renal. A identifcação de populações residentes de células-tronco pode favorecer o estabelecimento de terapias alternativas para a DRC e contribuir para o entendimento do desenvolvimento renal e da manutenção da homeostase tissular. Nosso grupo publicou recentemente que as células c-kit positivas isoladas do rim de rato em desenvolvimento apresentam características cardinais das células-tronco e contribuem para a regeneração do epitélio tubular no modelo de isquemia-reperfusão renal. Nossas hipóteses estão fundamentadas na idéia de que as células c-kit positivas correspondem a células-tronco específicas do tecido renal e que contribuem tanto para a formação dos néfrons quanto para a manutenção da homeotase tissular renal. Além disto, acreditamos que as células c-kit positivas podem ser detectadas durante a fase adulta e apresentar potencial terapêutico. Com o objetivo de confirmar as hipóteses descritas anteriormente, iremos usar a tecnologia de "lineage tracing" das células c-kit positivas através do cruzamento do camundongo transgênico c-kit Cre reporter induzível com os camundongos IRG (insulator/red/green) e Rosa26 reporter lacZ. De acordo com o tempo de administração do tamoxifen e, portanto variando o tempo de recombinação mediada pela enzima Cre, as células c-kit positivas e suas descendentes serão marcadas especificamente com a enhanced green fluorescent protein (EGFP) ou lacZ, permitindo analisar sua localização e migração de acordo com o desenvolvimento renal. Os resultados esperados incluem a detecção de células c-kit-EGFP positivas nos néfrons nascentes no córtex e, à medida que os néfrons se desenvolvem, estas células c-kit-EGFP positivas indiferenciadas se expandem para formar estruturas tubulares que se extendem do córtex para a medula. Ao realizar a cultura ex vivo de rins embrionários dos camundongos c-kit Cre/IRG, esperamos recapitular as mudanças têmporo-espaciais da expressão das células c-kit-EGFP positivas durante o desenvolvimento embrionário renal. Com a finalidade de verificarmos se as células c-kit positivas contribuem para a homeostase renal, iremos analisar a proliferação e a migração das células c-kit-EGFP positivas no modelo de isquemia-reperfusão nos camundongos c-kit Cre/IRG. A segunda hipótese da presente aplicação baseia-se na identificação das células c-kit positivas em rins humanos adultos e na avaliação da capacidade terapêutica regenerativa destas células. Iremos isolar e confirmar se as células c-kit positivas humanas exibem as propriedades cardinais de células-tronco, incluindo clonogenicidade, auto-renovação e multipotencialidade, além de testar seu potencial terapêutico na regeneração renal no modelo de isquemia-reperfusão em camundongos imuno-comprometidos. Em resumo, nossos objetivos incluem (a) a identificação in vivo das células c-kit positivas como uma população de células-tronco específica do tecido renal e (b) a detecção destas células em rins humanos adultos, confirmando a presença da conservação inter-espécies, refeletindo, portanto, importantes propriedades biológicas e terapêuticas destas células. Como consequência, nosso estudo servirá de base para estudos translacionais e, futuramente, estudos em seres humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Vaga para pós-doutorado em terapia celular  

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOMES, SAMIRAH A.; HARE, JOSHUA M.; RANGEL, ERIKA B. Kidney-Derived c-Kit(+) Cells Possess Regenerative Potential. STEM CELLS TRANSLATIONAL MEDICINE, v. 7, n. 4, p. 317-324, APR 2018. Citações Web of Science: 3.
PAULINI, JANAINA; HIGUTI, ELIZA; BASTOS, ROSANA M. C.; GOMES, SAMIRAH A.; RANGEL, ERIKA B. Mesenchymal Stem Cells as Therapeutic Candidates for Halting the Progression of Diabetic Nephropathy. STEM CELLS INTERNATIONAL, 2016. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.