Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise funcional de genes polimórficos envolvidos com a melanogênese em melanoma cutâneo

Processo: 16/02193-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Gustavo Jacob Lourenço
Beneficiário:Gustavo Jacob Lourenço
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Carmen Silvia Passos Lima ; Manoela Marques Ortega
Assunto(s):Oncologia 

Resumo

Nós identificamos, recentemente e pela primeira vez, 12.882 novos polimorfismos gênicos de base única (SNPs) associados ao risco do melanoma cutâneo (MC), por meio da genotipagem em larga escala com microarranjos de DNA (SNP array 6.0, Affytmetrix®), em 103 portadores do tumor e 103 controles. Três novos SNPs localizados em regiões regulatórias do processamento do RNA mensageiro (splicing) de genes relacionados com a melanogênese, ADCY3 c.675+9196T>G (rs11900505), CREB1 c.303+373G>A (rs10932201) e MITF c.938-325A>G (rs7623610), foram considerados de maior interesse entre eles. As quantidades e as funções das proteínas codificadas pelos alelos selvagens e variantes dos SNPs não foram ainda determinadas. Frente ao exposto, os objetivos do presente estudo são os de verificar se os genótipos dos referidos SNPs influenciam: 1) o risco de ocorrência do MC, os aspectos clínicos e as características do tumor; 2) a sobrevida livre de progressão e a sobrevida global dos pacientes com MC; 3) as expressões dos genes e das proteínas ADCY3, CREB1 e MITF (via da melanogênese), e SF1 e HNRNPA1 (mecanismo de splicing), e; 4) a eficácia do mecanismo de splicing dos genes ADCY3, CREB1 e MITF. Para atingir os referidos objetivos, o DNA genômico do sangue periférico de 250 pacientes com MC e 250 controles será analisado para identificar os genótipos de cada SNP por meio da PCR, com ensaios TaqMan®. As expressões dos genes e das proteínas serão avaliadas em RNA e proteínas totais de amostras de sangue periférico de controles (15 com o genótipo homozigoto selvagem, 15 heterozigotos e 15 homozigotos variantes de cada SNP) por meio da PCR quantitativa, com iniciadores específicos e o corante SYBR green, e do método de western blotting, respectivamente. A eficácia do mecanismo de splicing será analisada por meio do ensaio do minigene repórter em linhagem celular de melanoma (A-375). A significância estatística das diferenças entre os grupos será calculada por meio dos testes de Fisher ou qui-quadrado e pela regressão logística múltipla. Os tempos de sobrevida serão avaliados pelo método de Kaplan-Meier e por análises uni e multivariada de Cox. Os resultados das diferenças de expressão gênica serão avaliados por meio dos testes t e ANOVA ou Mann-Whitney e Kruskal-Wallis. A eficiência do mecanismo de splicing será avaliada por meio da análise dos tamanhos dos fragmentos gerados pelos distintos minigenes. Acreditamos que nossos resultados contribuirão para definir os papéis dos SNPs na produção das proteínas e de seus papéis na predisposição herdada ao MC. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.