Busca avançada
Ano de início
Entree

Tratamento de bolsas residuais com Terapia Fotodinâmica em pacientes com histórico de periodontite agressiva. Avaliação clínica, microbiológica e imunoenzimática centrada no paciente

Resumo

O objetivo deste estudo clínico, randomizado, com desenho experimental de boca dividida será avaliar clínica, microbiologica e imunoenzimaticamente o efeito da terapia fotodinâmica (PDT) no tratamento de bolsas periodontais residuais em pacientes com histórico de periodontite agressiva (PA). Serão selecionados 20 pacientes portadores de pelo menos 4 dentes posteriores, com bolsa periodontal residual com profundidade de sondagem (PS) e 5 mm e sangramento à sondagem (SS), em quadrantes diferentes. A fim de determinar o efeito da PDT, os dentes serão aleatoriamente distribuídos em 4 grupos: Grupo PDT (1 dente): Aplicação do fotossensibilizador (azul de metileno 10mg/ml) + varredura com a ponta e ativação do laser (laser diodo, 660nm, 60mw) por 1 minuto por sítio, Grupo TC (1 dente): acesso cirúrgico para debridamento ultrassônico associado a raspagem manual; Grupo PDT+RAR (1 dente): Raspagem e alisamento radicular + Aplicação do fotossensibilizador (cloreto de fenotiazina 10mg/ml) + varredura com a ponta e ativação do laser (laser diodo, 660nm, 60mw) por 1 minuto; Grupo RAR (1 dente): Raspagem e alisamento radicular. Os seguintes parâmetros clínicos serão avaliados antes da terapia (baseline) e após 3 e 6 meses: Índice de Placa (IP), SS, Posição da Margem Gengival (PMG), PS e Nível de Inserção Clínica Relativo (NICR). A avaliação microbiológica das bactérias A. actinomycetencomitans, P. gingivalis, C. gingivalis, E. corrodens, T. forsythia, P. micros e P. intermédia será feita por meio da reação da polimerase em cadeia - tempo real ("real time"-PCR), no baseline, após 3 e 6 meses. O teste imunoenzimático (Luminex/MAGpix) permitirá a quantificação dos níveis de IL-1², IL-4, IL-6, IL-8, IL-10, IL-17, TNF-a e INF-g nos períodos baseline, e após 3 e 6 meses. Os resultados obtidos serão comparados estatisticamente por meio da análise de variância com medidas repetidas e teste de Kruskall-Wallis (±=5%). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)