Busca avançada
Ano de início
Entree

Tetrodotoxin-insensitive electrical field stimulation-induced contractions on Crotalus durissus terrificus corpus cavernosum

Processo: 17/17778-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Gilberto de Nucci
Beneficiário:Gilberto de Nucci
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Répteis  Cobras  Hidroxilase  Tetrodotoxina  Crotalus durissus  Publicações de divulgação científica  Artigo científico 

Resumo

Répteis foram os primeiros animais amniotas a desenvolverem um pênis intromitente, entretanto até o momento os mecanismos envolvidos na contração induzida por estímulo de campo elétrico em corpos cavernosos (CC) isolados de Crotalus durissus terrificus ainda não foi investigado. Corpos cavernosos de Crotalus e de coelho foram montados em banhos para órgãos isolados de 10 mL. Foram realizadas contrações induzidas por estímulo de campo elétrico na presença e ausência de fentolamina (10 uM), guanetidina (30 uM),tetrodotoxina (1 uM e 1mM), A-803467 (10 uM), 3-iodo-L-tirosina (1 mM) , salsolinol (3 ¼M) e uma solução de Krebs modificada (substituição equimolar de NaCl por N-metil-D-Glucamina). Imunofluorescencência para tirosina hidroxilase também foi realizada. Estimulação de campo elétrico (EFS: 8Hz e 16 Hz)promoveram contrações em ambos corpos cavernosos de Crotalus e de coelho. As contrações foram abolidas por prévia incubação de fentolamina e de guanetidina. Tetrodotoxina (1 uM) também aboliu a resposta contrátil em coelhos, mas não afetou a resposta em Crotalus CC. Adição de A-803467 (10 uM) não alterou a resposta em Crotalus CC, mas aboliu a respota em Coelho CC. 3-iodo- L-tirosina e salsolinol não afetaram a contração induzida por estímulo de campo elétrico. Substituição de NaCl por N-metil-D-glucamina (NMDG) aboliu a contração induzida por estímulo eletrico em coelho CC mas não afetou a resposta em Crotalus CC. A presença de Tirosina hidroxilase foi identificada em células endoteliais somente em Crotalus CC. A contração induzida por estímulo elétrico em Crotalus CC é catecolamina- dependente, insensível a TTX,insensível a A-803467 e a substituição de NaCl, indicando que a fonte de catecolamina é de origem de terminais adrenérgicos. O achado que a tirosina hidroxilase está presente em células endoteliais sugere que estas células podem modular o tonus de Crotalus CC. (AU)