Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da atividade funcional da proteína prion celular com as mutações v180i, t183a e e200k dentro ou próximas ao sítio de interação a laminina

Processo: 05/52111-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Vilma Regina Martins
Beneficiário:Zanith da Silva Prado Cook
Instituição-sede: Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer (ILPC). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/13189-2 - Papel da proteína prion celular em processos fisiológicos e patológicos II, AP.TEM
Assunto(s):Vitronectina   Diferenciação   Proteínas de choque térmico   Laminina   Mutação

Resumo

A proteína prion celular (PrPc) é uma glicoproteína de superfície expressa em neurônios e glia. Foram caracterizadas as Interações entre PrPc e laminina (LN), responsável por mediar a adesão e diferenciação neuronal; entre PrPc e a proteína STI1 (Stress inducible protein 1), que transduz sinais neuroprotetores, resgatando neurônios retinianos e hipocampais do processo de apoptose; e entre PrPc e vitronectlna (Vn), que tem papel importante no crescimento axonal de gânglios da raiz dorsal. Desta forma, a perda de função de PrPc deve privar as células de sinais neuroprotstores ou de diferenciação. Várias mutações ou polimorfismos no gene de PrPc segregam com enfermidades. Foi demonstrada uma relação entre as mutações nos códons V180I, T183A e E200K e a doença de Creutzfeldt-Jakob (CJD). Dada a importância de LN nos processos tumorais e de seu papel na diferenciação e sobrevivência celular quando associada a PrPc, é proposto ainda que alterações na Interação PrPc-LN possam estar relacionadas ao câncer. Desta forma, sugerimos que uma interferência da Interação PrPc-LN em função de mutações próximas ou no sitio de ligação com a LN poderiam predispor a algum fenótipo anormal. Sendo assim, o presente projeto visa avaliar a interação entre a molécula de LN e as proteínas PrPc contendo as mutações V180I, T183A e E200K através de ensaios de migração e sinalização celular. (AU)