Busca avançada
Ano de início
Entree

Os mecanismos da polinização de Solanaceae por abelhas sem ferrão

Processo: 07/03864-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Vera Lucia Imperatriz-Fonseca
Beneficiário:Patrícia Nunes Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Solanaceae   Polinização

Resumo

A polinização é um dos processos mais importantes para a manutenção da diversidade. Muitas espécies de plantas com flores dependem dos polinizadores para sua reprodução e, conseqüentemente, o próprio ecossistema depende deles para sua manutenção. Além disso, esses agentes são responsáveis pela produção de muitos alimentos e bens que nós, seres humanos, consumimos. As abelhas sem ferrão podem ser polinizadores efetivos em estufas e assim, podem ser uma alternativa valiosa para a polinização comercial de plantações. Muitas espécies de abelha sem ferrão são polinizadores efetivos de plantas cultivadas e economicamente importantes, mas faltam estudos que avaliam sua eficiência e a interação entre essas abelhas e plantas. Plantas da família Solanaceae, como o tomate e o pimentão, possuem um tipo especial de polinização, a polinização por vibração. Abelhas sem ferrão do gênero Melipona realizam esse tipo de polinização e já se mostraram polinizadores eficientes dessas plantas. Uma espécie do gênero Nannotrigona também obteve bom desempenho na polinização de tomates. O objetivo desse trabalho é estudar quais os mecanismos da polinização de Solanaceae por abelhas sem ferrão, através da determinação das características comportamentais que determinam a eficiência de M. quadrifasciata anthidioides e Nannotrigona testaceicornis na polinização de tomate e pimentão (características relacionadas ao processo de polinização por vibração e ao padrão de forrageamento colonial). Além disso, verificaremos se essas abelhas ajustam seu comportamento às diferentes características das flores de espécies distintas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NUNES-SILVA, PATRICIA; HRNCIR, MICHAEL; DA SILVA, CLAUDIA INES; ROLDAO, YARA SBROLIN; IMPERATRIZ-FONSECA, VERA LUCIA. Stingless bees, Melipona fasciculata, as efficient pollinators of eggplant (Solanum melongena) in greenhouses. Apidologie, v. 44, n. 5, p. 537-546, SEP 2013. Citações Web of Science: 14.
JONES, SAM M.; VAN ZWEDEN, JELLE S.; GRUETER, CHRISTOPH; MENEZES, CRISTIANO; ALVES, DENISE A.; NUNES-SILVA, PATRICIA; CZACZKES, TOMER; IMPERATRIZ-FONSECA, VERA L.; RATNIEKS, FRANCIS L. W. The role of wax and resin in the nestmate recognition system of a stingless bee, Tetragonisca angustula. BEHAVIORAL ECOLOGY AND SOCIOBIOLOGY, v. 66, n. 1, p. 1-12, JAN 2012. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.