Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de contaminantes biológicos presentes no material particulado total de amostras da região metropolitana de São Paulo

Processo: 06/60494-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Beneficiário:Cristiane Minussi Degobbi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Material particulado   Bactérias gram-negativas   Fungos   Imunoglobulinas   Citocinas   Poluição atmosférica   Região metropolitana   São Paulo (SP)   Modelos animais

Resumo

Sabe-se que a poluição do ar traz diversos efeitos à saúde e, em particular, a concentração de material particulado (PM) está associada ao aumento das taxas de morbidade e mortalidade. A porção de material biológico (entre eles, bactérias e fungos) presente no PM, pode ser responsável por até um quarto da composição. Entres os efeitos devidos ao material biológico presente no ar, estão às respostas inflamatórias, com ativação de macrófagos, efeitos tóxicos e exacerbação da asma. O objetivo desse projeto é realizar uma análise da fração biológica do material particulado em ambiente de concentrador, verificando o possível papel de bactérias gram-negativas e fungos na liberação de imunoglobulinas e citocinas em ratos. Os resultados serão adicionados ao projeto já aprovado pela FAPESP e Comissão de Ética da Faculdade de Medicina da USP "Alterações pulmonares e cardiovasculares induzidas por inalação de material particulado concentrado a partir da atmosfera de São Paulo." (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DEGOBBI, Cristiane Minussi. Análise dos contaminantes biológicos presentes no material particulado (PM 2, 5) de amostras da região metropolitana de São Paulo. 2009. 126 f. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.