Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de material de referência de peixe visando a determinação de Hg e MeHg

Processo: 09/18525-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Cassiana Seimi Nomura
Beneficiário:Rodrigo Chelegão
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/56504-6 - Avaliação de parâmetros e produção de materiais de referência de sangue, tecido muscular e vísceras de peixe para controle ecotoxicológico, AP.JP
Assunto(s):Absorção atômica   Mercúrio (elemento químico)   Toxicidade   Peixes

Resumo

O mercúrio (Hg) e o metilmercúrio (MeHg) por serem altamente tóxicos e potencialmente cancerígenos devem ser cuidadosamente monitorados. Os peixes, devido a sua capacidade de acumular esse elemento em seus tecidos, são frequentemente usados como organismos sentinelas na avaliação de risco ambiental atuando como bioindicadores de contaminação. A determinação de Hg em matrizes complexas como o tecido de peixe pode ser feito por meio do uso de diversas técnicas eletro e espectroanalíticas. Embora essas análises sejam realizadas com frequência, a emissão de resultados incorretos não é incomum e isso se deve principalmente à complexidade da matriz e à grande variedade de materiais que são rotineiramente analisados. Uma forma de garantir a qualidade dos resultados analíticos nessas condições é a utilização materiais de referência (RM) na construção de curvas analíticas de calibração e na avaliação da exatidão de métodos propostos. Para isso, existem diversos RMs de peixe com concentração definida para Hg total. Entretanto, é cada vez mais comum o estudo para conhecer a espécie química ao qual o elemento está ligado, pois fornece informações relacionadas às toxicidades e essencialidades. No caso do Hg, sabe-se que o MeHg é a forma mais tóxica. A escassez de RM para espécies químicas torna necessária a produção de novos materiais. Nesse sentido, o presente projeto visa à investigação e produção um material de tecido de peixe candidato a RM para serem aplicados em determinações de Hg e MeHg. Uma das etapas mais importante do processo de produção de RM para espécies químicas é a preparação da amostra, que deve evitar contaminação, perda de analito e interconversão de espécies. Dois procedimentos de preparo desse material serão avaliados: liofilização e congelamento do material cru. Outros parâmetros que serão investigados são a homogeneidade e micro-homogeneidade, a massa mínima de amostra, a segregação e o tamanho de partícula que podem interferir na precisão e a exatidão dos resultados analíticos. Os principais métodos que serão empregados para conduzir esses estudos são a espectrometria de absorção atômica com geração de vapor frio (CV AAS) e a espectrometria de absorção atômica com forno de grafite (GF AAS). Para a intercalibração do material produzido, contataremos alguns pesquisadores de outras instituições de pesquisa, tais como CCNH/UFABC, IQ/USP, CENA/USP, CETESB, EMBRAPA/São Carlos, DQ/UFSCar, DQ/UFSM, entre outros. (AU)