Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular e funcional dos canais de K+ e Ca2+ envolvidos no acoplamento estímulo/secreção da insulina em ilhotas de camundongos desnutridos e alimentados com dieta hiperlipídica

Processo: 10/13668-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Everardo Magalhães Carneiro
Beneficiário:Jean Franciesco Vettorazzi
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Secreção de insulina   Desnutrição   Dieta hiperlipídica

Resumo

No acoplamento estímulo/secreção de insulina pelas células beta, os canais de K+ sensíveis ao ATP (KATP) e os canais de Ca2+ sensível à voltagem (Cav) contribuem para a geração e sustentação do potencial de ação, respectivamente. Estudos demonstram que alterações na expressão ou atividade destes canais resultam em prejuízos na resposta secretória das células beta. Nosso grupo de pesquisa tem contribuído para a compreensão dos mecanismos envolvidos nas respostas metabólicas em situações de reduzida (desnutrição) ou excessiva (obesidade) oferta de nutrientes, que predispõem o desenvolvimento do Diabetes mellitus do tipo 2. Evidenciamos que ilhotas isoladas de animais submetidos à restrição protéica secretam menos insulina frente à glicose. Este efeito é decorrente de alterações no padrão secretório do hormônio, pois nas ilhotas de animais desnutridos a primeira fase da secreção está ausente, e, esta modificação é acompanhada por uma pobre liberação de insulina que perfaz a segunda fase. O prejuízo na função secretória das células beta de animais restritos também é observado frente a agentes despolarizantes e potencializadores. Estes efeitos estão relacionados com alteração do influxo e mobilização intracelular de íons Ca2+. Por outro lado, ilhotas de camundongos alimentados com dieta hiperlipídica hipersecretam insulina devido à ação prejudicada do hormônio. Acreditamos que a associação restrição protéica seguida de ingestão de dieta hiperlipídica promova severas modificações na função pancreática endócrina, dentre as quais sugerimos alterações na atividade e expressão de canais iônicos envolvidos no acoplamento estímulo/excitabilidade da célula beta. Desta forma, temos por objetivos a caracterização molecular e morfofuncional dos canais de KATP e de Cav em ilhotas pancreáticas de animais submetidos à restrição protéica e alimentados com dieta hiperlipídica.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.