Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos moleculares envolvidos no desenvolvimento de resistência à insulina em camundongos desnutridos submetidos a obesidade experimental

Processo: 09/52069-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Everardo Magalhães Carneiro
Beneficiário:Thiago Martins Batista
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/50365-4 - Estudo dos mecanismos de destruição das células beta pancreáticas durante a instalação do Diabetes Mellitus (DM2): busca de estratégias para a inibição desse processo bem como para a recuperação da massa insular em diferentes modelos animais, AP.TEM
Assunto(s):Resistência à insulina   Taurina   Desnutrição   Inflamação   Obesidade

Resumo

O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é uma doença complexa caracterizada pela resistência periférica à insulina que inicialmente é compensada pela hipersecreção desse hormônio pelas células beta pancreáticas. Modelos animais de obesidade induzida por dieta hiperlipidica são ferramentas úteis para a compreensão dos eventos moleculares envolvidos no desenvolvimento da resistência à insulina. Dentre esses eventos, o aumento da expressão tecidual e nos níveis circulantes de citocinas inflamatórias contribui de maneira notável para as características fenotipicas observadas nesse modelo. No decorrer dos anos, nosso grupo de pesquisa vem caracterizando a função pancreática de animais submetidos à restrição protéica. Esses animais apresentam menor secreção de insulina induzida por glicose e outros agentes insulinotrópicos bem como apresentam maior tolerância à glicose e sensibilidade à insulina. Estas características estão em acordo com estudos epidemiológicos que correlacionam o aporte insuficiente de nutrientes na fase gestacional e pós-natal com o desenvolvimento de doenças crônicas não-comunicáveis como; hipertensão arterial, câncer e em especial o Diabetes mellitus tipo 2. Postulamos, portanto, que animais submetidos a um período de restrição protéica sejam mais suscetíveis aos efeitos inflamatórios e metabólicos produzidos pela dieta hiperlipídica. Dessa forma, avaliaremos neste projeto, os mecanismos moleculares pelos quais a desnutrição e/ou obesidade modulam a sinalização insulínica em tecidos periféricos. Realizaremos também a caracterização morfofuncional dos diferentes tipos celulares que compõem o tecido pancreático endócrino. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BATISTA, Thiago Martins. Mecanismos funcionais e moleculares envolvidos no desenvolvimento de resistência à insulina em camundongos desnutridos submetidos à obesidade experimental. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.