Busca avançada
Ano de início
Entree

Interações de Complexos Metálicos com Modelos de Membrana: Estudos por Ressonância Paramagnética Eletrônica e Calorimetria Diferencial de Varredura

Processo: 11/15572-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Antonio José da Costa Filho
Beneficiário:Priscilla Freddi
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ressonância paramagnética eletrônica   Varredura diferencial de calorimetria

Resumo

A técnica de Ressonância Paramagnética Eletrônica (RPE) aliada ao uso de marcadores de spin é uma das ferramentas mais utilizadas para o estudo da estrutura dinâmica de membranas de interesse biológico. Mudanças na organização dos lipídeos induzidas por diversos fatores, como temperatura e/ou a ligação à membrana de compostos de baixa massa molecular, peptídeos ou proteínas, também podem ser convenientemente monitoradas através da RPE. Além disso, análises mais quantitativas da estrutura lipídica e de suas alterações podem ser alcançadas quando se soma à metodologia acima simulações espectrais baseadas na teoria estocástica de Liouville e modelos para a dinâmica dos spins desenvolvidos por Freed e colaboradores. Em complemento, tem se mostrado interessante associar à RPE uma técnica de medida de grandeza global, qual seja o calor trocado em eventos térmicos, que dá informações dos processos acima citados, mas agora de uma perspectiva termodinâmica. No presente projeto, é proposta a utilização conjunta desses métodos para o estudo da interação de complexos metálicos de cobre de interesse farmacológico com modelos de membranas lipídicas. O projeto é resultado de uma profícua colaboração entre nosso grupo e o grupo coordenado pela Profa. Dra. Mariela Torre (Universidad de La República, Uruguai), em que a Profa. Torre vem desenvolvendo/sintetizando compostos contendo íons de metais de transição, em particular o íon Cu(II), para fins de produção do que se convenciona chamar de pró-drogas. Assim, utilizaremos compostos metálicos derivados de grupos químicos que já tenham apresentado alguma atividade farmacológica para investigarmos como tais compostos possam efetuar o processo de passagem/entrada pela membrana da célula sobre a qual apresentou a referida atividade farmacológica. Esta é uma questão básica e que pode certamente se valer de estudos detalhados em nível molecular como aqueles propostos no projeto ora em discussão.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FREDDI, Priscilla. Interações entre complexos de interesse farmacológico e modelos de membrana. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.