Busca avançada
Ano de início
Entree

Prospecção de bioativos antioxidantes, antibióticos e anticancerígenos em algas marinhas dos gêneros Chondria (Rhodophyta) e Dictyota (Phaeophyta) coletados no litoral do Estado de São Paulo

Processo: 11/18564-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Pio Colepicolo Neto
Beneficiário:Daniel Xavier Andreguetti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/50193-1 - Estudos de bioprospecção de macroalgas marinhas, uso da biomassa algal como fonte de novos fármacos e bioativos economicamente viáveis e sua aplicação na remediação de áreas impactadas. (Biodiversidade marinha), AP.BTA.TEM
Assunto(s):Dictyota   Metabólitos secundários   Algas marinhas

Resumo

Atualmente a indústria farmacêutica tem dedicado muitas pesquisas à busca por novos fármacos para o tratamento de patologias decorrentes da ação de microorganismos como bactérias e fungos, bem como diferentes tipos de câncer e doenças relacionadas aos mecanismos oxidantes. Muitos fármacos hoje utilizados são provenientes de moléculas químicas isoladas de organismos encontrados na natureza ou moléculas baseadas nelas. Algumas também são descritas drogas isoladas de organismos marinhos, como de corais, esponjas e algas marinhas, organismos produtores de grandes quantidades de metabólitos secundários. Com base neste fato o presente estudo tem como objetivo realizar a prospecção de bioativos com potencial antioxidante, bactericida, fungicida e anticancerígeno em extratos de algas marinhas dos gêneros Chondria e Dictyota coletados no litoral paulista. Os extratos serão obtidos através de metodologias de extração em fluido supercrítico, com o intuito de obter-se a maior quantidade possível de estruturas químicas, e posteriormente tais extratos terão seus perfis cromatográficos avaliados através de análises em HPLC-MS e CG-MS. A avaliação do potencial antioxidante será realizada por duas metodologias, o método do DPPH e a avaliação da atividade sequestrante do radical superóxido (O2*-). O potencial citotóxico contra microorganismos será avaliado pela determinação da concentração inibitória mínima por microdiluição e determinação da concentração letal mínima em culturas de fungos e bactérias, ambos patógenos humanos. A avaliação do potencial citotóxico contra células cancerígenas será realizada através de exposição dos extratos obtidos à linhagem celulares MES-SA e sua variável resistente à drogas MES-SA/Dx5.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
STEIN, ERIKA M.; MACHADO, LEVI P.; ROFFATO, HENRIQUE K.; MIYASATO, PATRICIA A.; NAKANO, ELIANA; COLEPICOLO, PIO; ANDREGUETTI, DANIEL X. Antischistosomal activity from Brazilian marine algae. REVISTA BRASILEIRA DE FARMACOGNOSIA-BRAZILIAN JOURNAL OF PHARMACOGNOSY, v. 25, n. 6, p. 663-667, NOV-DEC 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.