Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do comportamento intracelular de M. abscessus subsp. bolettii CRM0019

Processo: 12/04913-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Sylvia Luisa Pincherle Cardoso Leão
Beneficiário:Giovanni Monteiro Ribeiro
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mycobacterium abscessus
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Crm 0019 | fagócito não-profissional | fagossomo | Mcr | Mycobacterium abscessus | Biologia Celular de Micobactérias

Resumo

O atual projeto propõe uma continuação do trabalho realizado no projeto de iniciação científica "Caracterização in vitro do desenvolvimento intracelular de Mycobacterium abscessus subsp bolletii CRM0019", (FAPESP, processo 2011/02268-5).Mycobacterium abscessus é uma micobactéria de crescimento rápido (MCR), responsável por infecções da pele e tecidos moles e doença pulmonar, especialmente em pacientes com fibrose cística. Desde 2004, vários surtos de infecção localizada causados por membros do grupo M. abscessus foram reconhecidos em pacientes submetidos a procedimentos invasivos no Brasil. O estudo do comportamento intracelular de M. abscessus em células hospedeiras diversas, quanto a espécie e tipo celular, podem fornecer uma visão mais detalhada sobre o estado fisiológico, composicional, fusional e funcional, de fagossomos contendo micobactérias, ajudando a entender o comportamento biológico durante a infecção bacteriana. Nesse sentido, nesse trabalho propomos caracterizar a infecção intracelular de Mycobacterium abscessus subsp bolletii CRM0019, cepa de micobactéria de crescimento rápido associada a um surto de infecções que acometeu pacientes em diferentes Estados do Brasil entre 2004 e 2008, em comparação com a cepa de referência ATCC 19977 (M. abscessus subsp. abscessus). Em experimentos anteriores observamos que, embora sejam filogeneticamente próximas, a taxa de internalização da cepa ATCC19977 em células A549 foi maior em relação do que a doo isolado CRM0019. Além disso, ao longo da infecção, as bactérias de ambas as cepas permaneceram viáveis e se multiplicaram.O objetivo do presente trabalho é dar continuidade à caracterização do comportamento intracelular da cepa CRM0019, utilizando como ferramentas a imunofluorescência, citometria de fluxo e contagem de unidades formadoras de colônias, permitindo, ao final, o estabelecimento de novos parâmetros de estudo de biologia celular de MCRs.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO, GIOVANNI MONTEIRO; MATSUMOTO, CRISTIANNE KAYOKO; REAL, FERNANDO; TEIXEIRA, DANIELA; DUARTE, RAFAEL SILVA; MORTARA, RENATO ARRUDA; LEAO, SYLVIA CARDOSO; CARVALHO-WODARZ, CRISTIANE DE SOUZA. Increased survival and proliferation of the epidemic strain Mycobacterium abscessus subsp massiliense CRM0019 in alveolar epithelial cells. BMC Microbiology, v. 17, . (09/14665-9, 12/04913-8, 13/16018-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.