Busca avançada
Ano de início
Entree

Revisão taxonômica, filogenia e aspectos biogeográficos do gênero de aranhas neotropicais Nops MacLeay, 1839 (Araneae, Caponiidae, Nopinae)

Processo: 12/09680-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Antonio Domingos Brescovit
Beneficiário:Alexander Sanchez Ruiz
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50689-0 - Sistemática de aranhas haplóginas neotropicais (Arachnida, Araneae), AP.TEM
Assunto(s):Araneae   Região neotropical   Sistemática

Resumo

Caponiidae pertence ao grupo de aranhas Haplogynae formado por 15 gêneros e 83 espécies no mundo. O nível de conhecimento da família é considerado insuficiente. Gêneros como Caponina, Cubanops e Orthonops, foram revisados recentemente, outros como Calponia, Diploglena, Iraponia, Laoponia, Nopsides, Notnops, Nyetnops, Taintnops e Tisentnops precisam de maiores estudos, e Caponia, Nops e Tarsonops carecem de revisão. O presente projeto pretende contribuir com o conhecimento da taxonomia, filogenia e aspectos da biogeografia do gênero Nops. Este gênero é o que contem o maior número de espécies da família (28) e está amplamente distribuído na região Neotropoical. Pretende-se revisar os tipos de todas as espécies, assim como examinar material adicional nas principais coleções aracnológicas do mundo que contem exemplares da Região Neotropical. Também será realizado um esforço maior de coleta em alguns territórios da América Central (incluindo ilhas das Antilhas menores) e áreas da América do Sul. Ampliando o conhecimento taxonômico do gênero e aprofundando no estudo da morfologia, haverá condições de analisar filogenéticamente as espécies integram o gênero Nops, assim como determinar padrões de distribuição e áreas de endemismos. Estes resultados constituiriam a primeira aproximação real das inter-relações e biogeografia de um dois gêneros mais importantes desta família. Além das descrições e redescrições das espécies, serão estudados pela primeira vez os genitais internos das fêmeas, serão confeccionadas chaves taxonômicas ilustradas, criação de uma coleção de referência e uma base de dados digital.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.