Busca avançada
Ano de início
Entree

Reconhecimento de fala em idosos com queixa de dificuldade na compreensão de fala rápida

Processo: 12/10410-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Liliane Desgualdo Pereira
Beneficiário:Bianca Peres Santana
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audição   Idosos   Processamento auditivo central   Percepção auditiva

Resumo

O teste de fala comprimida foi recentemente padronizado e disponibilizado em português brasileiro no manual de avaliação do processamento auditivo - Pereira e Schochat, 2011. Este projeto busca verificar a aplicabilidade deste teste em idosos com o objetivo de conhecer o envelhecimento da habilidade de fechamento auditivo. Para tanto será avaliado um grupo estudo formado por 20 idosos com queixa de dificuldade na compreensão de fala rápida (autodeclarada), distribuídos em duas faixas etárias: 60 a 69 anos e 70 a 79 anos, cada uma composta por dez indivíduos. Além disso, será constituído um grupo comparação de 20 idosos sem a queixa de dificuldade na compreensão de fala rápida, distribuídos na mesma proporção de acordo com as faixas etárias citadas. Serão incluídos idosos falantes do português brasileiro, com presença de audição simétrica; nível de audição com limiar inferior ou igual a 55 dBNA em ambas as orelhas, que aceitem participar da proposta e assinem o termo de consentimento livre e esclarecido. Serão excluídos os idosos com evidências na história clinica de doenças neurológicas e psiquiátricas incapacitantes; com presença de nível de audição maior que 55 dBNA; presença de assimetria entre as orelhas; faixa etária igual ou maior do que 80 anos, que não aceitem participar da proposta e não assinem o termo de consentimento livre e esclarecido. Os procedimentos de estudo serão o teste de fala comprimida e a escala de comportamento auditivo. Espera-se assim relacionar o reconhecimento de fala comprimida com a queixa de dificuldade na compreensão de fala rápida (autodeclarada) em idosos e comparar os dados segundo faixa etária, orelhas e presença ou não da queixa.Descritores: Audição, percepção auditiva, idosos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)