Busca avançada
Ano de início
Entree

Taxonomia, filogenia e biogeografia dos baiacus do gênero colomesus Gill, 1885 (Tetraodontiformes: Tetraodontidae)

Processo: 12/11973-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 30 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Flávio Alicino Bockmann
Beneficiário:William Benedito Gotto Ruiz
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/00609-8 - Revisão dos baiacus dulcícolas sul-americanos do gênero Colomesus gill, 1885 (Tetraodontiformes: Tetraodontidae), BE.EP.DR
Assunto(s):Região neotropical   História natural   Análise cladística

Resumo

Colomesus é um tetraodontídeo neotropical, que atualmente inclui apenas duas espécies: o baiacu-marinho C. psittacus e o baiacu-amazônico C. asellus. Ambas são endêmicas da região centro-norte da América do Sul, a primeira ocorre na costa e, a última, em diversas drenagens Amazônicas, do Orinoco, do Essequibo, entre outras. Embora as duas espécies possam ser feneticamente separadas, suas variações populacionais nunca foram investigadas. Dados preliminares levantados pelo candidato e seu orientador indicam que existem várias espécies desconhecidas identificadas com tais nomes, especialmente com relação a C. asellus. A associação entre o pequeno porte, a baixa vagilidade e a existência de distintos morfotipos distribuídos em diferentes bacias hidrográficas são fortes indicadores de que C. asellus trata-se na verdade de um complexo de espécies. A separação da população ancestral de Colomesus em C. psittacus, que se manteve em águas marinhas, e C. asellus, que invadiu as águas doces do continente sul-americano, é atribuída às transgressões marinhas do Mioceno. Entretanto, a presença de morfotipos distintos indica que a história biogeográfica do gênero seja muito mais complexa. Assim, a definição das espécies válidas de Colomesus fornece as bases para a análise filogenética, através da qual será possível elucidar as relações biogeográficas dentro do gênero. Tendo por base comparações morfológicas (aspecto externo, esqueleto e musculatura), pretende-se: 1) elucidar a taxonomia de Colomesus, efetuando redescrições de suas espécies válidas e descrições de outras novas então reconhecidas; 2) empreender uma análise filogenética de Colomesus, fornecendo diagnoses cladísticas para o gênero e suas espécies; e 3) propor hipóteses biogeográficas para explicar a origem e diversificação de Colomesus.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOTTO RUIZ, WILLIAM BENEDITO. Three new species of catfishes of the genus Microglanis from Brazil (Teleostei: Pseudopimelodidae), with comments on the characters used within the genus. Ichthyological Exploration of Freshwaters, v. 27, n. 3, p. 211-232, NOV 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.