Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial Evocado Auditivo de Longa Latência na estimativa de limiares auditivos eletrofisiológicos em indivíduos normo-ouvintes

Processo: 13/01949-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Alessandra Spada Durante
Beneficiário:Nayara Michelle Costa de Freitas Roque
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia   Audição

Resumo

Os potenciais evocados auditivos de longa latência (PEALL) oferecem vantagens quando comparados com técnicas mais populares, como os potenciais auditivos evocados de tronco encefálico. As respostas são captadas próximas ao local onde são geradas, oferecendo ondas de maior amplitude, que podem ser registradas com o sujeito em estado de alerta e, pode utilizar tanto estímulo tonal como de fala. Estes potenciais oferecem valiosas informações sobre a percepção do estímulo auditivo. Objetivo: desenvolver um protocolo com o uso dos potencias auditivos corticais, em equipamento de análise automática de resposta, Hear Lab para a estimativa dos limiares auditivos em indivíduos normo-ouvintes. Método: serão convidados a compor o estudo 30 adultos de ambos os sexos entre 18 e 40 anos, com audição normal e sem queixas auditivas. Será realizado o registro da captação dos PEALL com estímulo "tone burst" em 500 Hz, 1, 2, 3 e 4 kHz a 70 dB NA e com intensidades decrescentes até o limiar, apresentados por fone de inserção. Será registrado também o limiar comportamental para os mesmos estímulos. Serão analisadas a latência das ondas P1, N1 e P2 na intensidade máxima e mínima, e a correlação entre os limiares eletrofisiológicos e comportamentais.