Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito modulatório in vitro do C-terminal da proteína S100A9 sobre o crescimento de células tumorais da linhagem LLC Walker 256 e sobre a proliferação e migração de células endoteliais tímicas (tEnd.1)

Processo: 13/01295-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 27 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Renata Giorgi
Beneficiário:Natassja Foizer Moraes
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células endoteliais   Movimento celular

Resumo

Resultados obtidos pelo nosso grupo demonstraram que tanto a proteína S100A9 inteira, quanto o peptídeo sintético idêntico à porção C-terminal dessa proteína murina (pS100A9m) induzem efeito antinociceptivo em modelos de dor inflamatória. Ainda, o pS100A9m inibe as funções de células peritoneais aderentes de camundongo, células estas cruciais na interação entre as células tumorais e células estromais no microambiente tumoral. O crescimento do tumor não é dependente apenas das células tumorais, mas às interações entre essas células, matriz extracelular, células endoteliais e células do estroma, resultando em metástase. A literatura tem demonstrado que o complexo formado pelas proteínas S100A8/A9 vem sendo constantemente associado à malignidade. Desta forma, ensaios realizados in vitro demonstraram que esse complexo em altas concentrações 20-250µg/ml (aproximadamente 1-10µM) exibe propriedades inibitórias sobre o crescimento de diferentes tipos de células tumorais de camundongos e humanas, além de promover a citotoxicidade e apoptose destas células. Apesar dessas evidências, até o momento, não foi investigado o efeito do pS100A9m sobre a angiogênese e progressão tumoral. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito in vitro do peptídeo da S100A9m em eventos envolvidos com a angiogênese e com o crescimento tumoral. Para tanto, a fim de avaliar o efeito do pS100A9m sobre a angiogênese foram empregadas células endoteliais tímicas (tEnd.1) e realizados, in vitro, os ensaios de proliferação, migração pelos métodos do wound healing e transwell, adesão celular aos componentes colágeno tipo I, fibronectina e laminina e formação de tubos. Ainda, as células tumorais da linhagem LLC Walker 256 foram utilizadas para avaliar a progressão tumoral, in vitro, por meio dos ensaios de proliferação, migração pelo método do wound healing e adesão celular a diferentes componentes da matriz extracelular. Os resultados obtidos demonstraram que o peptídeo da porção C-terminal da proteína S100A9 murina inibe todos os parâmetros relacionados ao crescimento de novos vasos. Em relação à progressão tumoral, foi observado que o pS100A9m inibe a proliferação, migração e adesão à laminina das células LLC, entretanto aumenta a adesão dessas células aos componentes de matriz extracelular colágeno tipo I e fibronectina. Em conclusão, os dados aqui obtidos demonstram que o pS100A9m inibe in vitro os eventos envolvidos com a angiogênese e com a progressão tumoral. Em adição, sugerem que além de inibir funções de células inflamatórias, este peptídeo interfere com o desenvolvimento da neovascularização e com a tumorogênese. Desta forma, o peptídeo da porção C-terminal da proteína S100A9 pode ser considerado uma boa ferramenta para o estudo da angiogênese e progressão tumoral, além de ter uma possível aplicação terapêutica nesses processos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MORAES, Natassja Foizer. O C-terminal da proteína S100A9 murina modula os eventos envolvidos na angiogênese e na progressão tumoral em modelos in vitro. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.