Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos de debicagem para poedeiras comerciais: manutenção do desempenho com melhoria do bem estar

Processo: 13/08332-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Ricardo de Albuquerque
Beneficiário:Andréa de Britto Molino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Avicultura   Qualidade dos ovos   Bem-estar   Produção de ovos

Resumo

Existe uma grande deficiência de estudos relacionados a métodos de debicagem para poedeiras comerciais, apesar de sua grande importância ao setor produtivo avícola. Há também uma crescente preocupação mundial com o bem estar de animais de produção. Desta forma, o experimento será realizado com o intuito de buscar os métodos de debicagem que proporcionem os melhores resultados com relação ao desempenho e bem estar das aves em todas as fases de criação. Em delineamento inteiramente casualizado, serão utilizadas 840 pintainhas na fase de cria (0-6 semanas) distribuídas em dois tratamentos (debicagem manual moderada e debicagem por radiação infravermelha) com dez repetições de 42 aves/cada. Na fase de recria (6-16 semanas), as aves serão distribuídas em esquema fatorial 2 x 2 x 3 (dois tipos de debicagem realizados na cria; duas idades da segunda debicagem: 6 e 10 semanas; três níveis de debicagem: repasse sem corte do bico, leve com corte de 1/4 do bico medido a partir da narina e moderada com corte de 1/3 do bico medido a partir da narina), totalizando doze tratamentos com cinco repetições de 14 aves/cada. Na fase de produção (16-76 semanas) as aves continuarão com o mesmo delineamento, porém com sete repetições de dez aves cada. Nas fases de cria e recria, serão avaliados ganho de peso, consumo de ração, uniformidade, frequência de canibalismo, viabilidade e comprimento de bico. Na fase de produção serão avaliados: idade ao primeiro ovo, consumo de ração, produção de ovos, peso e massa de ovos, conversão alimentar, viabilidade e qualidade interna e externa dos ovos. Os resultados serão submetidos à análise de variância e a comparação entre as médias será realizada pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. As variáveis que não apresentarem distribuição normal serão transformadas [(x+ 0,5) ^0,5] para aplicação das análises.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)