Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de polipeptídeos do ovário vitelogênico de Culex quinquefasciatus

Processo: 14/02331-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Alcira Tania Bijovsky de Katzin
Beneficiário:Camila Almeida Calu da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Córion   Culex quinquefasciatus   Ovário   Biologia celular   Vitelogênese

Resumo

Estudos preliminares do ovário vitelogênico do mosquito Culex quinquefasciatus durante o primeiro ciclo gonotrófico (Cardoso et al., 2010) mostraram, por volta das 48 h após o repasto sanguíneo, a presença de vesículas eletrondensas na superfície apical do epitélio folicular, que possivelmente participam da formação de uma das camadas coriônicas. Concomitantemente, a eletroforese de extratos de ovário detectou o aparecimento de um par de polipeptídeos de 57-60 kDa (Cardoso, 2010). A eletroforese bidimensional confirmou a presença desse par de polipeptídeos assim como a de vários outros inexistentes na amostra de ovários de fêmeas não alimentadas com sangue.A formação do córion é bastante pouco estudada, devido principalmente à sua baixa solubilidade. Por tanto, achamos interessante explorar esta coincidência temporal e caracterizar, por eletroforese bidimensional e espectrometria de massas, esse par de polipeptídeos tentando esclarecer sua participação na síntese coriônica, assim como a de outras proteínas que se mostrem temporalmente envolvidas no processo de ovogênese.