Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação dos erros na produção de encontro consonantal de crianças com desenvolvimento atípico: uma análise quantitativa

Processo: 14/09605-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 29 de junho de 2014
Vigência (Término): 09 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Larissa Cristina Berti
Beneficiário:Aline Mara de Oliveira
Supervisor no Exterior: James MacKinnon Scobbie
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Queen Margaret University (QMU), Escócia  
Vinculado à bolsa:13/00513-8 - Coordenação gestual na produção de encontros consonantais em crianças com desenvolvimento de linguagem típico e atípico, BP.DR
Assunto(s):Fonologia   Fonética   Fonética articulatória

Resumo

À luz da Fonologia Gestual, o padrão silábico CV (Consoante-vogal) apresenta um padrão de coordenação mais estável de coordenação, uma vez que a C e a V iniciam-se de modo sincrônico (ao mesmo tempo ou em fase). (Goldstein et al., 2007). Já nas sílabas CCV (consoante-consoante-vogal), as CCs estão em fase com relação à vogal adjacente e em anti fase entre si, ou seja, mais instável e mais difícil de ser aprendido durante o processo de aquisição fonológica (Goldstein et al., 2006; Van Lieshout e Goldstein, 2008). Os erros na produção de CCV têm sido classificados na literatura tradicional como um processo de simplificação (Ribas, 2004) ou redução de encontro consonantal (Yavas et al., 2001). A hipótese desse estudo é a de que as simplificações dos padrões silábicos complexos não envolvem a ausência ou omissão de C2 (tap), ao contrário, envolvem padrões de coordenação atípicos ou alternativos de magnitude reduzida, as quais não favorecem o resgate auditivo das duas consoantes por parte dos ouvintes. O objetivo desse estágio será elencar medidas quantitativas, aprender a realizar a mensuração com o uso do programa AAA (Articulate Assistant Advanced), e ainda, verificar quais delas são sensíveis, o suficiente, para apreender a presença do gesto relativo à C2 e, consequentemente, mensurar a sua magnitude. Assim, o possível contraste encoberto presente nesse tipo de produção silábica pode ser identificado por análise acústica e/ou articulatória. A amostra utilizada para análise foi coletada durante o projeto de doutorado "Investigação da coordenação gestual na produção de encontros consonantais em crianças com desenvolvimento típico e desviante da linguagem" (FAPESP proc. 2013/00513-8), que consiste em dados advindos de uma criança típica, uma com transtorno fonológico e um adulto. As 20 palavras gravadas (com par mínimo: CV e CCV) foram gravados pelo AAA e será analisado articulatoriamente e acusticamente pelo mesmo programa (desenvolvido pela Articulate Instruments Ltd (Queen Margaret University, Escócia). (AU)