Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações biomecânicas e neurofisiológicas em indivíduos com encurtamento da cápsula posterior do ombro: avaliação e tratamento

Processo: 14/10355-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Paula Rezende Camargo
Beneficiário:Dayana Patricia Rosa
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/14311-3 - Interação entre o encurtamento da cápsula posterior e a retroversão humeral - estudo em cadáveres e in vivo, BE.EP.DR
Assunto(s):Dor   Escápula   Ombro   Manguito rotador   Exercícios de alongamento muscular   Cinemática   Amplitude de movimento articular

Resumo

Estudos têm mostrado que o encurtamento da cápsula posterior (CP) pode estar envolvido com algumas disfunções e alterações cinemáticas do ombro. O presente estudo será dividido em dois estudos. O estudo 1 avaliará a cinemática escapular e umeral, a força dos rotadores laterais e o limiar de dor em portadores de encurtamento de CP com e sem dor no ombro. O estudo 2 verificará os efeitos de dois protocolos de intervenção em sujeitos com encurtamento de CP e dor no ombro para as mesmas variáveis do estudo 1. Cem indivíduos participarão do estudo 1 e serão divididos em 4 grupos: Grupo 1 - 25 sintomáticos para dor no ombro e com encurtamento da CP; Grupo 2 - 25 assintomáticos para dor no ombro e com encurtamento da CP; Grupo 3 - 25 sintomáticos para dor no ombro e sem encurtamento da CP; e Grupo 4 - 25 assintomáticos para dor no ombro e sem encurtamento da CP. Todos os indivíduos serão avaliados para dor e função do ombro (DASH e SPADI), amplitude de movimento de rotação medial e lateral, força dos músculos rotadores laterais, cinemática escapular e translação umeral durante a elevação do braço e limiar de dor à pressão. Para o estudo 2 serão recrutados 50 indivíduos com dor no ombro e encurtamento da CP que serão divididos em 2 grupos de modo randomizado: grupo experimental ou controle. O grupo experimental receberá mobilização posterior da glenoumeral, alongamento da CP e fortalecimento dos rotadores laterais do ombro. O grupo controle fará exercícios pendulares em decúbito ventral, alongamento do trapézio superior e crioterapia. Todos os sujeitos receberão a intervenção 3x/semana/4 semanas, e serão avaliados para as mesmas variáveis do estudo 1, antes e após realização do protocolo de intervenção. A análise estatística dependerá da normalidade ou não dos dados avaliada por meio do teste Kolmogorov-Smirnov, com nível de significância estabelecido em 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROSA, DAYANA P.; BORSTAD, JOHN D.; FERREIRA, JULIA K.; CAMARGO, PAULA R. The Influence of Glenohumeral Joint Posterior Capsule Tightness and Impingement Symptoms on Shoulder Impairments and Kinematics. PHYSICAL THERAPY, v. 99, n. 7, p. 870-881, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.