Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional do RNA longo não-codificador TFAP2A-AS2 no modelo de trofoblasto humano in vitro

Processo: 15/01397-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 15 de abril de 2015
Vigência (Término): 14 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sergio Verjovski Almeida
Beneficiário:Dinar Yunusov
Supervisor no Exterior: R. Michael Roberts
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Missouri, Columbia (UM), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/51152-7 - Functional characterization of long non-coding RNA transcribed from the antisense strand in the VEGFA gene locus, BP.DD
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Trofoblastos   Embriogênese

Resumo

Nos últimos anos tornou-se evidente que o transcriptoma humano contém muitos RNAs não-codificadores longos não detectados anteriormente - e, portanto, não caracterizados, que são apenas fracamente expressos. A função de apenas alguns representantes desta classe foram estudados em detalhe, enquanto a maioria restante tem recebido pouca atenção. Em uma busca de novos RNAs longos não-codificadores com sobreposição a introns (lionRNAs), conservados e regulatórios, que se sobrepõem a íntrons de genes codificadores de proteínas envolvidas no câncer e desenvolvimento embrionário, identificamos o lionRNA antisenso DAPE1. Anteriormente, encontramos como parte do projeto de doutorado em andamento que DAPE1 (Desenvolvimento e Patologia Expresso 1) representa um RNA com um único exon, com cap, transcrito pela RNA polimerase II. A nossa análise dos dados brutos de RNA-seq públicos revelou que DAPE1 também é expresso em células trofoblásticas humanas diferenciadas in vitro (hTBCs). O objetivo do presente projeto é identificar o mecanismo de ação de DAPE1 em hTBCs, e entender a função de DAPE1 durante a derivação de hTBCs a partir de hESCs in vitro. Experimentos serão realizados no laboratório do Dr. R. Michael Roberts na Universidade de Missouri, EUA. Este será o último passo importante no projeto de doutorado, o que deve resultar na caracterização funcional completa deste novo lionRNA antisenso. (AU)