Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da aplicação de diferentes materiais resinosos sobre o esmalte erodido, submetido à erosão e/ou abrasão in vitro e in situ

Processo: 14/02384-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Daniela Rios Honório
Beneficiário:Gabriela Cristina de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Esmalte dentário   Cimentos dentários   Cimentos de resina   Estudo in situ   Técnicas in vitro

Resumo

Os materiais resinosos têm sido estudados como método preventivo para a erosão dentária, apresentando efeitos promissores na prevenção de sua progressão. O objetivo deste trabalho será avaliar in vitro e in situ a eficácia da aplicação do infiltrante, selante resinoso e sistema adesivo em esmalte inicialmente erodido, na inibição da progressão de lesões erosivas quando submetidas à erosão e/ou abrasão. Este estudo será dividido em três subprojetos, que terão o número amostral determinado em estudos pilotos prévios. Os subprojetos 1 e 2 serão conduzidos in vitro, sendo que no subprojeto1 serão avaliados dois fatores: condição do material, em 2 níveis (com/sem remoção de material na superfície de esmalte) e tipo de tratamento em 5 níveis (controle, selante de fossas e fissuras, sistema adesivo convencional de 3passos, sistema adesivo autocondicionante e infiltrante). No subprojeto 2 os fatores avaliados serão tipo de desgaste em três níveis (erosão, abrasão, erosão + abrasão) e tipo de tratamento em 5 níveis (controle, selante de fossas e fissuras, sistema adesivo convencional de 3 passos, sistema adesivo autocondicionante e infiltrante). Os estudos serão desenvolvidos com espécimes preparados a partir de esmalte bovino previamente erodidos (HCl0,01 M, pH 2,3 por 30 s), os quais serão aleatorizados entre os grupos e tratados de acordo com as recomendações do fabricante. No subprojeto 1, em metade dos espécimes, após a aplicação dos materiais haverá a remoção de seu excesso na superfície de esmalte, anteriormente a foto polimerização. No subprojeto 1, os espécimes serão submetidos à ciclagem erosiva por 5 dias (HCl por 30 s e saliva artificial por 2 h, 4 vezes/dia). No subprojeto 2, os espécimes serão submetidos a ciclagem erosiva, que será semelhante a do subprojeto 1, ciclagem abrasiva (2.000 ciclos de movimentos oscilatórios, com força de 1,5 N) e associação de ambas (HCl por 30 s e saliva artificial por 2 h, 4vezes/dia + 2 vezes/ dia, após a primeira e a última ciclagem erosiva 2.000ciclos de movimentos oscilatórios, com força de 1,5 N). O subprojeto 3 será conduzido in situ e serão estudados dois fatores: tipo de desgaste em três níveis (erosão, abrasão, erosão + abrasão) e tipo de tratamento em 4 níveis (controle, selante de fossas e fissuras, sistema adesivo e infiltrante). Este estudo será desenvolvido com blocos de esmalte preparados a partir de esmalte bovino previamente erodido (imersão em HCl 0,01 M, pH 2,3 por 30 s), os quais serão aleatorizados entre os grupos e tratados de acordo com as recomendações do fabricante. Após os tratamentos os blocos serão submetidos à ciclagem erosiva e/ou abrasiva in situ durante duas fases cruzadas de 30 dias com intervalo de 15 dias entre elas. Em cada fase serão avaliados 2 diferentes materiais e três tipos de desgaste (6 blocos de cada material, cada dois blocos serão submetidos a erosão, abrasão e a erosão + abrasão). Em todos os subprojetos, os resultados serão avaliados por análise perfilométrica (inicial, após tratamento e após ciclagem erosiva), por meio da sobreposição gráfica e submetidos à análise estatística apropriada, considerando os fatores estudados. O nível de significância adotado em todos os testes será de 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIOS, D.; OLIVEIRA, G. C.; ZAMPIERI, C. R.; JORDAO, M. C.; DIONISIO, E. J.; BUZALAF, M. A. R.; WANG, L.; HONORIO, H. M. Resin-Based Materials Protect Against Erosion/Abrasion-a Prolonged In Situ Study. Operative Dentistry, v. 44, n. 3, p. 302-311, MAY-JUN 2019. Citações Web of Science: 0.
GENOVEZ TEREZA, GUIDA PAOLA; DE OLIVEIRA, GABRIELA CRISTINA; DE ANDRADE MOREIRA MACHADO, MARIA APARECIDA; DE OLIVEIRA, THAIS MARCHINE; DA SILVA, THIAGO CRUVINEL; RIOS, DANIELA. Influence of removing excess of resin-based materials applied to eroded enamel on the resistance to erosive challenge. Journal of Dentistry, v. 47, p. 49-54, APR 2016. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Gabriela Cristina de. Efeito da aplicação de diferentes materiais resinosos sobre o esmalte erodido, submetido à erosão e/ou abrasão in vitro e in situ. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.