Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de genes diferencialmente expressos em pacientes com anemia falciforme tratados e não tratados com hidroxiureia

Processo: 14/24962-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Anderson Ferreira da Cunha
Beneficiário:Fernanda Cristina Palombo
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Genética médica   Anemia hemolítica   Anemia falciforme   Expressão gênica diferencial   Hidroxiureia   Polimerização   Hemoglobinas

Resumo

No decorrer do desenvolvimento ontogenético normal, ocorrem mudanças na expressão dos genes que sintetizam as cadeias globínicas, resultando nos diferentes tipos de hemoglobina humana - principal constituinte dos eritrócitos. Entretanto, a expressão dos genes da hemoglobina normal pode ser afetada por mutações, resultando em hemoglobinopatias como a anemia falciforme, em que a substituição de uma adenina por uma timina no gene da beta globina leva à tradução de uma valina no lugar de um ácido glutâmico. Tal substituição culmina no surgimento de uma hemoglobina adulta atípica denominada hemoglobina S, que apresenta forte tendência à polimerização quando na sua forma desoxigenada, resultando em deformação e enrijecimento da membrana celular da hemácia, características responsáveis pelas principais manifestações clínicas do paciente. Como a hemoglobina fetal (HbF) possui cadeia ³ no lugar da cadeia ², altos níveis de HbF inibem a polimerização da hemoglobina S e a falcização dos eritrócitos, amenizando as manifestações clínicas da doença. Partindo deste princípio, um medicamento conhecido como Hidroxiureia passou a ser utilizado no tratamento da anemia falciforme por aumentar o nível de HbF e causar outras alterações ainda não bem elucidadas que resultam na melhora do quadro clínico do paciente. Com base em vias previamente obtidas, o estudo em questão se propõe a analisar a expressão de alguns genes (ATF4, HEPH, SNCA e PLOD2) em pacientes com anemia falciforme tratados e não tratados com hidroxiureia, de forma a comprovar a expressão diferencial e relacioná-la com as alterações observadas entre indivíduos tratados e não tratados com tal medicamento.